Que amor é esse?

Desejo comprar essa edição de O Clarim.

Incomparável, indescritível, infinito, superabundante, surpreendente… Nossas palavras superlativas não conseguem alcançar a grandeza do Deus da graça e da graça de Deus. Que presente é esse, que recebemos sem mérito algum? Que presente é esse, que nos liberta de nós mesmas e nos torna capazes de ser parecidas com Jesus? A matéria de capa desta edição trata deste tema, sem a pretensão de esgotar o assunto, mas para nos fazer lembrar de quem nós somos e de quem nosso Deus grandioso é. Se conseguimos nos ver com os olhos de Deus, então, não há espaço em nossa vida para a baixa autoestima. Mas no mundo competitivo que vivemos, esse sentimento está cada vez mais espalhado. No artigo à p. 60, você descobrirá que não deve ser escrava desta tendência e que Jesus pode libertá-la, inclusive, de marcas que foram produzidas no passado.

Quer ler mais?