Tempo de oração

“Quem não tem tempo para Deus acaba ficando sem tempo”, ouvi essa frase de um amigo há muitos anos atrás, nunca esqueci, é uma grande verdade. Pensei muito sobre isso enquanto lia que Jesus se levantava pela manhã, enquanto ainda estava bem escuro e procurava um lugar deserto para orar (Mc 1:35). O que me impressiona é que até Jesus precisou deixar a correria do dia a dia e procurou um lugar tranquilo e deserto onde pudesse se concentrar e passar um tempo em oração.

Precisamos confessar que vivemos num mundo de muita correria, de muitos afazeres. Somos super ocupados e não temos tempo a perder. Não podemos se dar ao luxo de parar por qualquer coisa. E sendo sincero, estar ocupado hoje em dia se tornou sinal de superioridade, o “ocupado de mais” deixou de ser defeito agora é qualidade.

Por isso, precisamos repensar nossa comunhão com Deus, nosso tempo investido em oração, nossa dedicação à leitura da bíblia. Precisamos repensar nossa vida devocional. Ninguém vive sem Deus por muito tempo, por isso a vida fica tão corrida. E quem vive em comunhão com o Senhor sabe que não precisa se entregar à correria, uma eternidade nos aguarda e Deus é o Senhor do nosso tempo.

No último dia três de março deste ano foi celebrado o dia mundial da oração, e neste mês a Fesofap quer incentivar todos os seus leitores a cultivarem uma vida de oração. Nossa maior inspiração está na pessoa de Jesus, que mesmo sendo Deus, não deixou de orar, demonstrando que a oração era prioridade em sua vida e deve continuar sendo na vida de seus discípulos.

Como sugestão para nos ajudar a manter uma vida saudável de oração, vejamos como Jesus lidava com a oração em Marcos 1.35:

1º Seu dia só começava depois de ter orado;

2º Esforçava-se para dedicar um tempo do seu dia em oração;

3º Evitava distrações procurando lugares silenciosos e desabitados;

4º Enquanto orava Jesus também descansava, seus momentos de oração eram tempos de refrigério, o descansar acontece quando os joelhos se dobram.

Que através desse exemplo sejamos despertados por uma vida intensa de oração, que nosso dia só comece após uma oração, e que ele não termine antes de falarmos com o Senhor. Que nenhuma distração nos impeça de ficar ajoelhados em oração e que durante este tempo sintamos o descanso vindo da parte Deus.

Agora que aprendemos sobre isso, vamos orar?

Por: Pastor Franilson G. Santos, pastoreia as igrejas em Campo Mourão e Goioerê.

Nenhum comentário

Comentários estão desativados