Quem não faz coisas por amor?

A obediência aos pais deve ser entendida como um ato de amor, não como obrigação

Na Bíblia, há vários textos que tratam sobre a obediência dos filhos aos pais. Mas, afinal, por que devemos obedecer aos nossos pais?

– Para termos uma vida longa e proveitosa na Terra.

– Porque no quesito experiência, nossos pais estão anos luz à nossa frente.

– Porque são eles os responsáveis por nos instruir nos caminhos do Senhor.

– Porque são eles que cuidam da gente.

– Porque obedecer aos pais é uma atitude sábia.

– Porque eles querem o melhor para nós.

– Por que eles são os nossos pais.

Josué, o líder dos israelitas e sucessor de Moisés, teve uma conversa muito lúcida com os seus seguidores. O pai de família, Josué, fala a outros pais de famílias israelitas, ele “lança as cartas na mesa” e deixa muito claro para pais e mães que só existe um Deus que merece ser adorado.

Mas esse Deus não vai obrigar ninguém a prestar culto a Ele.

Josué deixa nas mãos dos progenitores essa decisão tão importante. Decisão de vida eterna ou de morte eterna. Josué sabia qual era a escolha certa: “eu e a minha família vamos adorar ao Senhor” (Js 24.15b), ou seja, a  esse Deus, eles decidiram que devotariam todo o amor por tudo o que Ele é.

Quando penso em tudo o que os meus pais me ensinaram, que foram eles que me instruíram a amar aquele que é o meu Deus, desde quando eu estava na barriga da minha mãe, concluo que meus pais seguiram o conselho de Josué. E eu, na condição de filha, obedeci aos meus pais.

Por que devemos obedecer aos nossos pais?

A resposta tem quatro letras: AMOR. Porque os nossos pais nos amam. Porque Deus nos ama. Porque amamos nossos pais. Porque amamos a Deus. E quem, afinal, não faz coisas por amor?

Evelin Trindade, Sofap em Piedade, Resofap Rio de Janeiro

Nenhum comentário

Comentários estão desativados