Nem só de “wi-fi” vive o homem…

O tempo tem passado. E como tem passado rápido! As coisas têm mudado. E como têm mudado mais rápido ainda! Antigamente, quando íamos num restaurante, a primeira coisa que pedíamos ao garçom era o cardápio. Hoje, nem bem entramos no restaurante e já vamos pedindo a senha do wi-fi. Não é a toa que é uma geração que tem sido chamada de conectados.

O fato é que toda essa tecnologia tem “roubado” tanto de nós e, muitas vezes, só percebemos quando afeta fisicamente algo em nossas vidas.

A palavra de Deus deixa claro em Eclesiastes 3:1 – “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”. E é exatamente assim que deve ser… TUDO deve ter um tempo! Até mesmo no uso do seu celular deve haver controle de tempo.

Entretanto, não temos pensado assim e só paramos para pensar quando lemos ou ouvimos algumas informações que têm sido divulgadas aos poucos.

Você sabia que estudos comprovam que redes sociais têm sido causa, hoje em dia, para diversos divórcios? E que já existem doenças causadas pelo uso abusivo do celular? Você já ouviu falar da nomofobia? É um transtorno psicológico resultante do uso abusivo do celular, em que a pessoa apresenta ansiedade, perda de contato com pessoas próximas, preocupação imensa com curtidas e com a exposição de fotos, mais do que em aproveitar os momentos que vive. É tão grave ao ponto de poder levar a uma depressão.

Acredito que você tenha ouvido falar sobre a apresentação de um Colégio da Tijuca, Rio de Janeiro, no dia da Cantada para o Dia das Mães, em que as crianças fizeram uma apresentação pedindo para que os pais se desconectassem do mundo virtual e dessem atenção para seus filhos. Chegamos num estágio em que filhos imploram por atenção!

Em Salmos 19:1 diz “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos.”.

O que Deus criou revela o quão grande Ele é, mas preferimos trocar o nosso tempo observando essas preciosidades, pelo tempo que atualizamos os nossos perfis e olhamos os perfis dos outros nas redes sociais.

Então gostaria de deixar um trecho da música “Desconecta”, de Daniel Salles, cantada pelas crianças naquela apresentação de Dia das Mães, como uma reflexão e um pedido de todos nós para as pessoas que amamos.

“Desliga, desconecta e sem pressa, vem aproveitar o pôr-do-sol comigo! Aqui e bem agora, nessa hora vou compartilhar o melhor arquivo… O tempo com você!”.

Então pare de viver no virtual aquilo que você pode viver na vida real!

Por: Mirian dos Santos Salvador, 25 anos. Graduada em Pedagogia e cursando Pós Graduação em Neuropsicopedagogia Clínica. Congrega na IAP de Alvorada – Guarulhos/SP.