Depois de você, Jesus!

Depois do sucesso do livro Como eu era antes de você, surgiu a necessidade de continuar a história, agora vivida somente por Lou. Depois de você, surge com grande expectativa por parte dos leitores.

Lou nesta narrativa ainda não superou a perca de Will e por mais que tente, seus pensamentos sempre se voltam a ele. Mesmo conhecendo outro homem, revelações sobre o passado do amado a fazem continuar pensando sobre a razão do acontecimento dessa história de amor que acabou de forma tão trágica.

A palavra depois, existente no título, apresenta-se como advérbio. Possui a característica de marcar o tempo pela presença ou ausência de determinada pessoa. Assim como aconteceu em nossa sociedade: o tempo foi dividido em a. C. (antes de Cristo) e    d. C. (depois de Cristo). A vida de Paulo também foi dividida pela presença de Cristo; antes se exibia como um perseguidor da igreja e, depois, se transformou num homem totalmente dependente do Espírito Santo.

O marco desse acontecimento é narrado em Filipenses 3.7, que segundo a Bíblia Viva diz: Entretanto, todas estas coisas que eu antigamente julgava muito valiosas, agora, lancei-as todas fora, a fim de poder pôr minha confiança e esperança somente em Cristo.

A partir do momento que Paulo se encontrou com o Senhor, percebeu que todos seus esforços estavam sendo em vão, que tudo era desnecessário e estava em desacordo com a vontade de Deus. A experiência com Jesus o aproximou mais dEle.

A continuação dos versículos retrata de forma eficaz a mudança nas atitudes de Paulo depois de sua conversão genuína: Sim, todas as outras coisas perdem o valor quando comparadas com o ganho inestimável de conhecer a Cristo Jesus, meu Senhor. Eu pus de lado tudo o mais, achando que valia menos do que nada, a fim de que possa ter a Cristo e tornar-me um com Ele, não contando mais salvar-me por ser suficientemente bom ou por obedecer às leis de Deus, mas pela confiança em Cristo como meu Salvador; porque a maneira de Deus nos fazer justos diante dele depende da fé – contando somente com Cristo. Agora eu renunciei a todas as outras coisas, descobri que este era o único meio de realmente conhecer a Cristo e ter experiência do imenso poder que O trouxe de volta à vida, e conhecer o que significa sofrer e morrer com Ele a fim de que, por mais que isso exija, eu seja um dos que vivem na revigorante novidade de vida daqueles que estão vivos entre os mortos.

O encontro com Cristo nos faz perceber o quão pecador e dependente somos de nosso Criador. A verdadeira experiência molda nosso caráter para que ela se aproxime do de Cristo. As convicções humanas acerca da fé descritas nas escrituras são refeitas pelas experiências práticas com Deus.

Paulo entendeu que não adiantava exercer a lei de forma impecável se Jesus não fosse o centro de sua vida. E por fim, no versículo 12, declarou:

Não pretendo dizer que eu seja perfeito. Até agora ainda não aprendi tudo quanto devia, mas continuo trabalhando para aquele dia, quando finalmente eu serei tudo aquilo para que Cristo me salvou e Ele quer que eu seja.

Que possamos buscar mais de Deus. Que sejamos testemunhas da sua graça e que nosso testemunho diário comprove a diferença que Ele fez depois que entrou em nosso coração. Às vezes não conseguiremos impactar a vida de mais de 5 milhões de pessoas que leram as histórias de Lou e Will, mas se conseguirmos isso com apenas uma, Cristo será glorificado através de nossa vida e isso dará a oportunidade para aquelas que não O conhecem de, não apenas assistir, mas vivenciar experiências que comprovem o antes e depois com Jesus!

 

Por: Larissa Santiago

Referência bibliográfica: JOJO MOYES. Depois de você. Disponível em:  < http://www.intrinseca.com.br/jojomoyes/depoisdevoce/>. Acesso em: 17 dez. 2016.

Nenhum comentário

Comentários estão desativados