Aprendendo com Maria, mãe de Jesus

“Respondeu Maria: “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra”. Então o anjo a deixou”. Lucas 1:38

A palavra de Deus nos traz histórias de muitas mulheres que fizeram a diferença em seu tempo, deixando assim para nós até hoje muitos exemplos a serem seguidos. Mulheres sábias como Abigail (I Sm 25:18), mulheres caridosas como Dorcas (At 9:36), mulheres fiéis como Rute (Rt 1:16,17), mulheres corajosas como Ester (Et 4:15,16), mulheres líderes e conselheiras como Débora (Jz 4:4-16), e tantas outras que nos inspiram por meio das atitudes com que enfrentaram as mais difíceis situações em seu tempo.

No entanto, uma mulher comum, dentre muitas de sua época, foi “agraciada” pelo Senhor (Lc 1:28) para carregar em seu ventre o Filho de Deus.

A bíblia traz muitas virtudes do caráter de Maria, revelando ser uma mulher disposta, obediente, adoradora, humilde, confiante, respeitadora, submissa, paciente, que vivia pela fé, amorosa, destemida, pura, de oração, temente, que conhecia muito bem Deus e a sua palavra.

Diante de tantas virtudes uma se destaca de forma marcante: a de serva. “Respondeu Maria: Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra”. Lc 1:38.  Como se vê, quando foi revelado o plano de Deus, Maria não indagou, pois ela sabia quem ela era: era serva do Deus Altíssimo. Isso não se revelou apenas em suas palavras, mas no fato de ter sido escolhida e como enfrentou todos os momentos vividos do nascimento até a morte de Cristo. Atitudes que revelam a sua extrema capacidade de servir, em quaisquer circunstâncias. Da alegria ao encontrar Isabel à dor de ver o sofrimento de seu filho na cruz.

Mesmo vivendo em uma época difícil, de perseguição e de pobreza, é certo que ela tinha os seus projetos, sonhos pessoais e seus afazeres e nem por isso impediu que se cumprisse em sua vida os propósitos de Deus.

Da mesma forma, podemos seguir os exemplos de Maria e praticá-los em nossa época, mesmo diante da pressão social por sermos mulheres atualizadas, empreendedoras e mantenedoras. Devemos ser servas e permitir que se cumpra em nós o chamado de Deus.  Precisamos exalar o perfume das virtudes de Maria, pois sabemos que o Deus Soberano nos ajudará nessa tarefa de sermos mulheres do século XXI.

Não deixe de viver a essência da palavra de Deus e expressar “Sou serva do Senhor, que aconteça comigo conforme a tua palavra” e, ainda, cante em todo tempo “Minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador,” Lc 1:46b,47.

Por: Dsa. Dafne Reis, Bacharela em Direito, Empresária, Tesoureira da Resofap Matogrossense.

 

Nenhum comentário

Comentários estão desativados