A Plenitude da Bíblia  

Para falar sobre a Bíblia, primeiro precisamos dizer o que ela não é: não é um livro comum! A Bíblia é bem mais do que isso.

A Bíblia é História: descreve a origem da humanidade e como será o futuro. Nos conta como foram os reinados de Israel, nos conta milagres e curas, nos conta o nascimento de Jesus e muito mais. Ela apresenta exatidão nas narrativas e é coerente.

A Bíblia é Geografia: nos apresenta sensos, a localização geográfica, os caminhos por onde Jesus e outros homens escolhidos passaram.

A Bíblia é Ciência: a criação do universo e a origem do homem são ótimos exemplos. Há várias teorias contraditórias, porém, a própria Ciência já admitiu a veracidade da Bíblia.

A Bíblia é Linguística: linguistas e estudiosos de Língua não conseguem dizer como surgiu a grande diversidade de línguas e dialetos no mundo senão através da Torre de Babel.

A Bíblia é Sociologia e Psicologia: nos faz entender o ser humano (começando por nós mesmos), nos faz entender, respeitar, amar (ou então suportar, como disse Paulo) nosso próximo. Ela nos ajuda a entender quem somos e nos ajuda a melhorarmos em nossas falhas.

A Bíblia é orientação financeira: sim, até isso! A Bíblia diz que não devemos ser fiadores, que devemos administrar nossas finanças com sabedoria etc.

E se não bastasse tudo isso, a Bíblia é, antes de tudo, a Palavra de Deus. É a carta de amor de um Pai a um filho. É a expressão mais linda de cuidado e zelo. É fonte de sabedoria. É a Revelação do Reino de Deus. É o Maná dos Céus que nos alimenta espiritualmente, o Pão da Vida. É correção quando precisamos, afinal, o Pai nos corrige! É lâmpada para nossos pés e luz para nosso caminho. É consolo e abrigo. É força e sabedoria… Ah! Quanta coisa e mesmo assim é impossível descrever a Bíblia.

Mas, em uma só palavra eu a defino: Plena!

 

Thais Rodrigues S de Souza, tem 22 anos.

Congrega na IAP em Guaianases

Formada em Letras

Nenhum comentário

Comentários estão desativados