Vivendo em casal

O valor da entrega e submissão

Em uma sociedade corrompida e secularizada, esse tema pode parecer antiquado. As Escrituras, no entanto, nos enriquecem com seu conteúdo revelado. Quando falamos em entrega é impossível não lembrar de Sulamita em Cantares, ou de Rute em sua inteira submissão a sua sogra Noemi.

Falando em casal, temos o amor indissolúvel de Jacó por sua Raquel, de Abraão por Sara e outros exemplos contido nas Escrituras Sagradas. Mas ao olhar para aliança, isso mesmo, aquela joia entregue ao casal diante do altar, traz à lembrança toda entrega e submissão do homem para com Deus desde o princípio.

Símbolo trazido para os casais que os carregam no dedo, sem muitas vezes se  lembrarem do que prometeram um ao outro, diante de Deus. Uma pena não atentarmos para o maior exemplo de submissão e entrega quando Deus,  nosso Pai entregou seu único Filho, que fez conosco uma aliança eterna.

Embora não seja fácil a entrega, é através dela que se inicia tudo. No começo, tudo é lindo e elogios; depois o conhecimento das fraquezas e decepções, mas então vem o mais incrível: a superação e maturidade que ocorre entre o casal, pautado pela sabedoria do evangelho. Quando a esposa entende seu papel de entrega e submissão no relacionamento e o aceita, é saber reconhecer o plano de Deus para com ela, é fazer parte da missão com o esposo (que deve amar a esposa como Cristo) e com os filhos.

Não existe privilégio maior em ser esse suporte mesmo que, por vezes, mal interpretado por uma sociedade corrupta, na qual os valores se inverteram, deixando de viver a luz do evangelho,guiando seus próprios passos. Temos que ir na contramão do mundo e mostrar que viver em casal é uma vida de entrega e submissão de ambos os lados, que isso é prazeroso, pois nasceu do coração de Deus, quando Ele nos deu o maior de todos os exemplos, entregando seu único filho, Jesus.

Dsa. Andréia Cristina Mancini de Souza Silva, Resofap Distrito Federal