Sempre há uma escolha

“E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” (Gênesis 2:16-17)

“- Não tem nada a ver!” Quantas vezes você já ouviu isso ao longo de sua vida? “Cada escolha é uma renúncia”, como uma música do grupo Charlie Brown Jr diz. “Você é o responsável pelas suas escolhas!” Qual o caminho a seguir? Qual a decisão a se tomar? Quantas e quantas vezes somos colocados contra a parede para podermos decidir algo importante? Muitos falam por aí: – Entre a cruz e a espada estou! Por toda a sua vida, o homem precisar fazer escolhas, tomar decisões, trilhar caminhos.

No começo, quando Deus criou o mundo, fez o Jardim do Éden e nele colocou toda a espécie de árvores agradáveis à vista e de saborosos frutos para comer. Ao centro, estabeleceu a árvore da vida e a árvore do conhecimento dobem e do mal. Deus havia ordenado a Adão que comesse de todas as árvores que estavam no Jardim, exceto uma: a árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que comesse dela iria morrer. Certa vez um pai havia falado ao seu filho que não chegasse perto do forno quando estivesse com água fervendo dentro panela. O filho, ao perceber que seu pai não estava por perto, chegando perto do forno, quis abrir a tampa da panela. Com o movimento brusco a panela com água quente virou e queimou o rosto do menino causando-lhe queimaduras de terceiro grau.

“Toda desobediência gera consequência”, como diz minha mãe. E isso é a mais pura verdade! Somos responsáveis por nossas escolhas, se elas não forem boas e segundo a vontade de Deus, poderemos sofrer consequências drásticas. Não foi diferente com Adão e Eva. Eles ouviram a voz da serpente enganadora (Satanás) e comeram do fruto proibido por Deus. Por desobedecerem a uma ordem do Pai dos céus, quebraram uma aliança de vida e foram castigados. E qual foi esse castigo? Morte! Poderia haver algum castigo pior? Através do pecado da desobediência a morte entrou no mundo. Depois disso, eles foram expulsos do paraíso e o vírus da morte está entre nós até os dias de hoje. Deus criou o homem para viver eternamente. Porém ele fez a escolha errada e por isso a morte veio como castigo de sua desobediência. Porém muitos anos depois, Cristo o nosso redentor, veio ao mundo, morreu em nosso lugar numa cruz, levando sobre si todos os nossos pecados. Graças ao seu sacrifício somos livres do pecado e salvos, aguardando a sua volta para com ele morarmos eternamente!

Tudo que é mais fácil e tranquilo é o que nos agrada não é mesmo? Não queremos espinhos, pedras ou ventos fortes. Escolher entre o certo e o errado, o prazeroso e o doloroso, entre a vida e a morte. Como diz a palavra do Senhor em Mateus 7:13, Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. A porta estreita que é Jesus nos leva a vida eterna. A porta larga que é o mundo, o diabo e a nossa carne nos levam a morte eterna. E aí já se decidiu em qual porta entrar meu irmão?

Do fruto de qual árvore você tem se alimentado? A quem você tem dado ouvidos? Por quais caminhos você tem andado? Ainda há uma esperança! Faça sua escolha com base na palavra do Senhor que diz em Provérbios 16:3: “Confia ao SENHOR as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos.” Ponha sua confiança no Senhor e creia que quando você escolhe ficar ao lado D’Ele, alcançamos vida eterna (João6:68). Escolha Jesus que é a raiz de todas as coisas boas (Gálatas5:22). Ele é o caminho, a verdade e a vida eterna (João 14:6a).

Diego da Silva Barros

DEMAP Rio de Janeiro