Roupa suja se lava em casa, né?

Levante a mão quem já teve a roupa manchada ou rasgada por um descuido na hora de lavar? A decepção é bem grande ao abrir a máquina e ver aquela peça novinha, ou que você tanto gosta, destruída. Por mais simples que seja a tarefa, não basta colocar tudo na máquina e ligar, são necessários alguns cuidados para que o resultado seja eficaz. Talvez seja por isso que diz o ditado: “Roupa Suja se Lava em Casa”, precisa de tempo, dedicação e cuidado.

Enquanto falamos de roupas, apesar dos danos e do arrependimento que ficam depois, ainda podemos em muitas situações recuperar a peça ou comprar uma nova. Porém, quando falamos de pessoas, nem sempre percebemos o quanto envergonhamos e ofendemos os de nosso convívio, fazendo críticas ou expondo questões ainda não resolvidas em lugares inadequados e com pessoas erradas. Neste caso, os danos são piores, pois há palavras que podem comprometer seriamente nossos relacionamentos. (Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura Pv .12:18)

Para começar a lavagem das roupas, as separamos por cor, por tecido, verificamos se há manchas, conferimos os bolsos, viramos algumas peças do avesso, colocamos em saquinhos para roupas delicadas. Algumas precisam de pré-lavagem, deixar de molho, um produto especial, lavar à seco, secar à sombra, descobrimos uma costura que precisa ser consertada, e por fim, ainda tem peças que precisam ser lavadas novamente… Imagine fazer tudo isso, na casa da vizinha, da amiga, da sogra, da mãe, em uma loja, no ônibus…. Se somos tão cuidadosos com nossas roupas, porque não fazer o mesmo com nossos problemas caseiros?

Que tal começar a separar um tempo para conversar com seu cônjuge e filhos, ouvir o que está no coração deles, suas dificuldades diárias, descobrir os motivos de algumas atitudes, afinal, se queremos mudanças em nossas casas, precisamos tomar atitudes diferentes e o diálogo é o primeiro passo. Tenha cuidado ao compartilhar as coisas da sua casa. Para uma solução, é necessário conversar com quem precisamos nos acertar, mas não é aquela conversa com indiretas jogadas ao vento ou nas redes sociais. A Bíblia nos ensina “Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão.” Mt 18:15)

Assim, vamos descobrir que algumas conversas vão precisar de oração antes e outras até de jejum (pré-lavagem, deixar de molho, produtos especiais). Vamos perceber que têm assuntos que não podem ser misturados, alguns deverão ser tratados só com o cônjuge e outros só com os filhos (separar por cor, tecido). Às vezes, será necessário esperar o coração se acalmar (tirar o que tem nos bolsos) e refletir no assunto. Situações mais delicadas deverão ser tratadas com sabedoria, choro e confissão (colocar no saquinho para roupas delicadas, virar do avesso, secar à sombra). E teremos a oportunidade de exercer o perdão (consertar e lavar novamente).

E o resultado? Quando abrirmos a porta de nossa casa, veremos a diferença!

E aí, por onde e como você anda lavando sua “Roupa Suja”?

Por: Débora de Assis Pereira de Souza Santos, casada com o Pr Franilson Gugelmim dos Santos, Mamãe da Lívia, Contadora reside em Maringá, congrega na Igreja Adventista da Promessa em Cariovaldo.