Pecou? Chega mais perto Dele

“O discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor! ” Simão Pedro, ouvindo-o dizer isso, vestiu a capa, pois a havia tirado, e lançou-se ao mar.” João 21:7

Pequei… Fiz algo que obviamente desagradou ao Senhor e agora estou com vergonha Dele e até de mim mesmo. O que eu faço?

O pecado envergonha, todos sabemos disso, mas o que a Palavra de Deus nos ensina é que nunca devemos nos afastar do Senhor quando isso acontecer, o caminho é totalmente contrário, se você pecou deve voltar-se a Deus imediatamente na certeza de que ele aceitará seu pedido.

Talvez uma das histórias que melhor ilustrem a importância de não se afastar de Deus quando erramos é a de Pedro. Um dos servos mais próximos de Cristo, um dos mais leais e fervorosos seguidores e o primeiro a negar seu mestre, não uma, mas três vezes seguidas.

Fazendo uma comparação entre seu pecado e o de Judas, por exemplo, vimos que enquanto um nega a Jesus, o outro o entrega às autoridades. A diferença é a forma com que os dois lidam com a situação. O pecado gera remorso em Judas, que o faz devolver as moedas que havia ganhado, porém não gera arrependimento e por conta disso ele se afasta de tudo e de todos, vindo a tirar a própria vida.

Pedro por outro lado, sabe que pecou, chora amargamente por conta disso, se arrepende de verdade e nunca se afasta de Cristo. Podemos vê-lo junto aos outros discípulos logo após a crucificação de Cristo. E num dado momento onde decide juntamente com João ir pescar, Jesus aparece para os dois na beira da praia.

A atitude de Pedro demonstra o que seu coração guarda. Quando percebe que é o mestre na praia, sem pensar muito se atira na água, nada como nunca havia nadado para mais uma vez estar bem perto de Jesus.

Naquela mesma noite Jesus trata da vida de Pedro. Por três vezes o discípulo o havia negado, agora por três vezes seu mestre lhe dá a oportunidade de declarar o seu amor, “Pedro, você me ama?- Sim, Senhor, tu sabes que te amo”.

O pecado infelizmente ainda faz parte da vida do ser humano, não somos perfeitos, ainda somos falhos. Mas o que Deus espera de seus filhos é um arrependimento, uma busca por santificação diária. Ele espera que você se aproxime novamente, para que possa experimentar o seu divino perdão.

Por Ricardo Rodrigues casado com a Karina Rodrigues, Pai da Rebeca. Trabalha com suporte técnico especializado com notebooks. Congrega na Igreja Adventista da Promessa em Votuporanga/SP