Pr. Sinhosinho Tavares da Silva

A cura de câncer

Quando eu fui transferido para administrar a Região do Estado do Mato Grosso e Rondônia, pela graça de DEUS, pude ajudar a construir algumas Igrejas inclusive a primeira igreja situada no Bairro do Cristo Rei, em Várzea Grande MT. Pastoreei no período de 8 anos algumas Igrejas e nesse período, minha filha Shirley foi acometida de um câncer. Ela foi para São Paulo com a Irmã Eunice Gervázio, mulher determinada e de muita oração, que a levou aos médicos e foi constatado um câncer. Ela se comunicou com várias igrejas da Grande São Paulo, pedindo oração. Minha filha ficou aos cuidados dessa irmã a quem agradeço de coração. Depois de várias igrejas orarem, numa outra junta médica ficou comprovada a cura daquele mal. Graças a Deus. Ela retornou a Cuiabá MT completamente curada para a glória de Deus.

No ano de 1988 fui transferido para a cidade de Campo Grande MS como presidente regional, em um momento de muita turbulência, mas para a glória de Deus pudemos vencer. Em 1990 já morando em São Paulo pastoreei, com muita dificuldade, pois na época cuidava de quatro igrejas: Itaim Paulista, São Miguel Paulista, Vila Nhocuné e Pedro Nunes.

Depois de aposentado retornei a Campo Grande MS. Ajudei a igreja durante todos esses anos. Nunca me recusei a trabalhar para o meu Deus, e prometo nunca dizer não a Ele.

No mês de novembro de 2010, como de costume, vim a São Paulo para fazer os exames rotineiros e entre eles o de próstata. Foi constatada a existência de dois tumores malignos. Como eu já tinha experiência com o meu Deus, comecei a orar. Lembrei-me do Deus de Elias, de Isaque, de Jacó e de Abraão. Abri a Bíblia e li: “eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz e crio o mal; eu o Senhor faço todas estas coisas”.

Durante o tempo em que pastoreei a Igreja de Itaim Paulista ganhamos uma família para o Senhor. Agora doente, e depois de 20 anos fui a casa daquela família para orar com a jovem ganha há 20 anos atrás, na época era apenas a criança de 7 anos de idade. Também procurei um pastor para receber unção. O mais interessante é como Deus trabalhou: quando eu cheguei a casa desse pastor, começamos a conversar; falei da enfermidade que me atacava, que segundo os médicos eu estava com dois tumores malignos na próstata e tinha que fazer mais alguns exames. Os olhos do pastor se encheram de lágrimas e ele começou a falar em línguas estranhas. Naquele momento eu também falava em línguas estranhas e glorificava a Deus. Entramos na igreja e ele me ungiu, foi um momento marcante porque ouvimos a voz de Deus.

Pr. Sinhosinho Tavares da Silva