O manual do Criador para a criatura

É importante amar, meditar e guardar no coração as Escrituras Sagradas pois elas apontam para Jesus Cristo, autor da nossa salvação.

“Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia.” (Salmo 119.97)
Todo povo organizado tem regras preestabelecidas para regê-lo. Seja qual for a língua, a nação ou o credo, todos precisam viver mediante leis ou normas para que haja uma certa ordem nas “coisas”.

Na esfera espiritual, o homem também necessita de um guia prático para a sua Salvação: a Bíblia Sagrada. Pois, quando Deus criou o Mundo, não deixou a sua criação órfã, sem orientação. Ele deu a ela toda a instrução absolutamente essencial para que vivesse em harmonia com o ambiente criado.

Entretanto, muitos ainda não veem a Palavra de Deus (como também é conhecida a Bíblia Sagrada) como uma bússola que deveria nortear suas vidas. Ou há, ainda, aqueles que sequer a conhecem, porque nunca ouviram falar a respeito dela; ou a conhecem, mas a ignoram! Porque acreditam que devem viver como querem, sem um prumo para direcionar sua caminhada. E, quando as coisas saem do controle, clamam por socorro e acreditam que Deus tem a obrigação de ajudá-los.

Então, por que é importante amar, meditar e guardar no coração as Escrituras Sagradas?

Por que ela é imprescindível para a nossa salvação?

É nela mesmo onde encontramos a resposta: Jesus Cristo! Ele é o personagem central deste Livro Sagrado. É só por meio dele que temos a nossa vida salva e temos também direito à vida eterna. Pelo pecado de Adão e Eva, que entrou no mundo, fomos destituídos da glória de Deus e, sem Cristo, estamos condenados à destruição com Satanás e seus anjos.

Mas, Graças a Deus, que a porta da Graça ainda está aberta e ainda é tempo de Salvação por meio de Cristo Jesus. Ele deve ser o único Deus, Senhor, Salvador, Rei, Advogado, Juiz e Amigo mais chegado que um irmão na vida do ser humano. Só Ele salva, liberta, cura e batiza no Espírito Santo.

Portanto, a Santa Bíblia deve ser a única regra de fé e prática de todo ser humano que almeja ser feliz nesta terra e na vindoura! Por isso, não devemos nos ater a certos “amuletos” que nos oferecem por aí. Assim como a Graça de Deus nos basta, a sua Palavra também nos basta. Então, se não temos o hábito de lê-la todos os dias, precisamos começar já e se já temos, continuemos assim!

Laís Tabosa Vaz congrega na IAP em Morada da Serra, Cuiabá (MT)