Moda x propósito

Não há dúvidas de que o tema “propósito” está na pauta das principais discussões sobre as questões da vida hoje em dia. Nunca se falou tanto sobre o assunto. E é interessante observamos que todas as nossas características, refletem de alguma forma no propósito para o qual fomos criados, ou seja, o próprio Deus colocou em nós tudo o que seria necessário para cumpri-lo.

Muitas dessas características são invisíveis aos olhos, porque estão enraizadas no coração! Por outro lado, existem muitas outras que são externadas por nós, e se tornam completamente visíveis. Elas normalmente dizem muito de quem nós somos. Começando pela forma com a qual nós nos vestimos! O assunto que trago é MODA. E talvez você pense que isso não está ligado diretamente ao seu propósito de vida, o que é um grande engano. Se tudo o que somos foi criado e interfere no cumprimento de nosso propósito, logo, nosso exterior testifica aquilo que está dentro de nós.

Mas o que é moda? Segundo Dicionário Houaiss, moda é o Conjunto de opiniões, gostos, assim como modos de agir, viver e sentir coletivos. Uso de novos tecidos, cores, matérias-primas etc. sugeridos para a indumentária humana por costureiros e figurinistas de renome. A moda está em constante mudança, variando de lugar, época e cultura. Todos somos de alguma forma influenciados pela moda. O cristão está no mundo e não tem como não ser influenciado por ela.

Na faculdade, cursando Moda, e sendo cristã desde o meu nascimento, sofri alguns preconceitos pela escolha do curso, que por sinal, ardia em mim e demonstrava aptidões desde criança para a área. Já que para muitos, a MODA não é algo aceitável no meio da igreja até hoje! A bíblia não dita as regras sobre moda, mesmo sabendo que foi Deus quem criou as primeiras roupas (Génesis 3:1-21). Não existe um manual de quais peças devemos vestir. Mas, como em tudo em nossas vidas, a Bíblia aponta qual caminho devemos seguir. E aqueles que amam a Deus devem submeter tudo ao crivo da sua Palavra, para definir se deve aderir ou não a determinadas modas e tendências, e se elas demonstram nossa crença e fé.

A pergunta-chave é: Estou glorificando a Deus com o que estou vestindo? Hoje, nossa sociedade vive uma depreciação como nunca vista antes, e podemos observar o reflexo disso nas roupas expostas nas vitrines, bem como na mídia que, de certa forma, tem sido uma grande influenciadora da moda, principalmente para os jovens. São roupas com decotes mais profundos, saias ou shorts curtos, transparência… estamos vivendo um verdadeiro culto ao corpo, e cada vez eles aparecem mais. As cabeças pensantes por trás do que vemos nas revistas, desfiles e redes sociais sempre têm um objetivo, e trazem uma ideologia que é pregada sutilmente (às vezes até claramente). O que uma pessoa veste é fruto de uma forma de pensar e agir, é fruto de uma cosmovisão. Então pergunto: quando as pessoas olham para você, elas veem que ideologia?

Quando nos alimentamos da palavra e descobrimos o nosso propósito, automaticamente conhecemos o padrão exato que Deus quer para todas as coisas, e isso é refletido também no nosso exterior. A palavra nos diz (1 Pedro 3:3,4) que o homem interior é mais importante, contudo, não devemos desprezar o exterior, pois o homem foi integralmente criado por Ele, para a glória dEle. A grande verdade é que o homem exterior é um reflexo do interior. “Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada domine (1 Coríntios 6:12).Não é o mundo quem deve ditar aquilo que você vai vestir, e sim a palavra de Deus. Se a moda tem ferido os padrões que o próprio criador deixou, então é hora de rever alguns conceitos e conhecer mais sobre qual direção o Senhor quer que sigamos. Se for possível estar na moda e continuar pregando o evangelho, tudo bem. Se não for, então estou diante de uma escolha: ouvir a opinião de homens sobre moda, ou a voz do Criador, que sabe exatamente qual é a nossa melhor versão, quando se trata do desafio de cumprir os propósitos que foram determinados por Ele no momento em que nos fez com suas próprias mãos! Que Ele seja refletido em tudo o que você apresenta todos os dias para as pessoas a sua volta! Bom senso em tudo e sempre!!!

Por: Marcy Batista, Design de Moda congrega na IAP Joinville/SC