Graça para apagar incêndios

“Por isso tenhamos confiança e cheguemos perto do trono divino, onde está a graça de Deus. Ali receberemos misericórdia e encontraremos graça sempre que precisarmos de ajuda.” Hb 4:16. (Versão NTLH)

Quando ouvimos falar em incêndio, o que vêm a nossa cabeça? Fogo, correria, urgência, pânico, pessoas em perigo, prejuízos, tristezas, enfim, estragos de todas as formas.

Em nosso dia a dia também lidamos com incêndios, que são os conflitos, problemas que surgem inesperadamente e que precisam ser resolvidos com urgência.

Em I Samuel 25:2-35, lemos a história de Abigail, descrita como sábia e bonita, ela teve a graça para apagar “O incêndio”, em determinada situação. A bíblia relata que ela era uma mulher apaziguadora, que amava ao Senhor, embora fosse esposa do malvado e grosseiro Nabal, que de maneira tola e inconsequente, tratou a Davi e seus soldados com desprezo, suscitando o desejo de vingança.

Podemos aprender três importantes lições com esta mulher que apagou este incêndio com graça:

Tomar a decisão rapidamente

 Abigail ao ouvir o que aconteceu, agiu rapidamente, providenciando muito alimento, e saiu apressadamente ao encontro de Davi. Ela não ficou esperando que o pior acontecesse, não ficou se lamentando, chorando ou indecisa, mas agiu de acordo com o que lhe pareceu correto fazer: sair ao encontro de Davi e pedir perdão. Nestes momentos de “incêndio” a atitude correta e rápida pode ser crucial entre o sucesso e o fracasso.

Agir com discrição

Abigail não fez alarde, não colocou em suas redes sociais o que ia fazer, qual era o seu plano, nem as palavras que diria a Davi, pois como conhecia o temperamento de Nabal, sabia que seria impedida por ele e todos seriam mortos. Aprendemos aqui, que nestes momentos complicados o melhor a se fazer é agir de maneira discreta, pois ao contrário pode-se causar pânico e desespero em todos que estão à nossa volta, colocando tudo a perder.

Agir com humildade

Ao encontrar-se com Davi, ela prostrou-se com o rosto em terra e pediu perdão, assumindo a culpa por não ter visto seus moços chegando para pedir alimento. Em sua fala humilde e sábia, tocou profundamente o coração de Davi e o convenceu do mal que faria em buscar vingança com suas próprias mãos, manchando de sangue inocente a sua história; com isso Abigail foi abençoada por Davi que louvou a Deus pela atitude dela.

Que exemplo de mulher!

Abigail, a conciliadora, demonstrou ter o fruto do Espíritos Santo. Revelou com suas atitudes e palavras, ser bonita também por dentro.

Em dias de confusão, guerra e ódio, o mundo precisa de muitas “Abigail’s”, mulheres cheias da graça do Espírito Santo, para agir com sabedoria e fazer o que é certo, com rapidez, discrição e humildade.

Nos acheguemos a Deus, pois é Ele quem pode nos dar a Sua Graça, e a graça de sermos como Abigail.

“E que a graça do Senhor Jesus esteja com todos. Amém”. Apocalipse 22:21

Por: Tatiane Negrão Ribas Nogueira, casada com Paulo Nogueira, mãe de Isabelli de 12 anos, sirvo a Deus na IAP Barreirinha em Curitiba – Contadora