Firmando os alicerces – Parte 3

Confiança

“Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para sermos ajudados em tempo oportuno” (Hb 4:16).

Aqueles que confiam em Deus não tem medo de más notícias, o seu coração é firme, confiante no Senhor.

As más notícias não tememos, pois sabemos em quem temos crido. Deus é quem soluciona todas as coisas e ameniza o nosso fardo. Depositamos nele a nossa confiança. Temos a certeza de que nosso mestre antes de subir ao céu, orou por aquele que vier a crer nEle através de sua Palavra.

Acredita você que Jesus já o apresentou em oração a Deus? Então, confie ao Senhor toda a sua obra, vida, família, igreja e descanse a sua alma em Deus, pois tem cuidado de nós. “Ainda que um exército se acampe contra mim, não se atemorizará meu coração e se estourar contra mim uma guerra, ainda assim, terei confiança” (Sl 27:3).

Que bendita confiança teve Davi no Deus vivo, que é o mesmo Deus nosso e Pai que está no céu; também está presente nas adversidades da vida para nos ajudar, proteger e amparar. “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais Ele fará” (Sl 37:5).

Quando a Bíblia nos fala “Entrega”, é para entregar mesmo. Na realidade, muitas vezes queremos que Deus faça conforme a nossa vontade; entregamos, mas não totalmente e não é assim. Ele sabe o que é melhor, pois só Ele pode nos conduzir no que é melhor. “Confiai nele em todo o tempo e derramai perante Ele o vosso coração” (Sl 62:8). Em todo o tempo. É difícil viver essa palavra, mas aí é que provamos a nós mesmos se temos confiança verdadeira, aquela que mesmo vindo tempestades ela é inabalável, porque Deus é o nosso refúgio. “Mas Cristo, como Filho sobre a sua própria casa, a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim” (Hb 3:6).

Dsa. Elvira Ilse F. Barrera – IAP Vila Maria SP

Fonte: Revista O Clarim – Setembro 1995