Devocionais: Somos do sol

02Explicar que a vida cristã se vive em obediência a Lei de Deus, numa transparência mais clara que o dia.

Texto bíblico: 1 Ts 5:5

Entre nuvens

Baladas, bebidas, luzes, drogas, bares, prostíbulos, esquinas, eis alguns elementos que nos lembram das noites das grandes, e até de pequenas e médias cidades. Quando Paulo escreve aos Tessalonicenses, não era diferente deste cenário. Por isso, ele faz um contraste com as pessoas que vivem exatamente o oposto disto, na sobriedade, na obediência, na luz, no dia, sob o sol.

O texto bíblico diz assim. As filhas ou filhos, da noite, são apresentados como os que dormem de noite, e os que bebem é de noite que ficam bêbados (1Ts 5.7 NTLH). Já as filhas ou filhos do dia tem outra forma de viver: nós, que somos do dia, devemos estar em nosso perfeito juízo. Nós devemos usar a fé e o amor como couraça e a nossa esperança de salvação como capacete (1Ts 5.8). Essa postura de uma vida consciente e não dominada pelos prazeres pecaminosos é esperada de quem aguarda o retorno do Senhor Jesus.

No começo de 1Ts 5, Paulo adverte que, para que não sejamos “assaltados” pela Segunda Vinda de Cristo, é necessário não estar dormindo, espiritualmente. Pois, quem cuida dos prazeres que os tira de sua sanidade e consciência, certamente, não estará preocupado com a santificação ou em agradar ao Senhor (1Ts 5.1-4).

Luz na vida

O Espírito, por meio do apóstolo, nos orienta a evitar as farras e todas as consequências de uma vida assim. Mas sim uma postura clara, limpa, iluminada, como sol em pleno meio do dia. Se desejamos estar atentos a Vinda de Cristo, devemos andar na luz de Sua Lei, porque: …vocês, irmãos, não estão na escuridão, e o Dia do Senhor não deverá pegá-los como um ladrão, que ataca de surpresa. (1Ts 5.4 NTLH) O Pai deseja que esse seja o caminho, para você mulher, bem como a todos os que são capazes de abrir o coração obscuro para a luz da palavra de Deus.

Se os prazeres momentâneos a fazem ter certa alegria, porém que não dura ao fim do efeito do álcool ou de outras drogas, quanto mais não será duradouro o prazer de obedecer ao claros mandamentos do Senhor (Sl 119.105). Não se esqueça do que Deus pensa de você, ao ponto de traçar um destino, que cabe a você decidir andar: Deus não nos escolheu para sofrermos o castigo da sua ira, mas para nos dar a salvação por meio do nosso Senhor Jesus Cristo (1Ts 5:9).

Conclusão: Ore a Deus confessando aquilo que tem te levado a dar passos a uma “vida noturna” que contraria a Sua vontade. Peça que a luz dele, por meio da leitura da Palavra, te guie para ser uma “filha do dia”.

Leituras para lembrar: 1 Tessalonicenses 5; Sl 119:105.

Por: Andrei Sampaio Soares