Devocionais de verão 7 – Um “sol escuro”

A crucificação do Senhor foi um fenômeno que mexeu com tudo, inclusive com a natureza, houve escuridão sobre a terra. Qual significado disso para a fé cristã?

 

Texto bíblico: Ao meio-dia começou a escurecer, e toda a terra ficou três horas na escuridão. (Mt 27:45 NTLH)

 

Entre nuvens

O Filho de Deus veio ao mundo para iluminar a vida das pessoas oprimidas por ideias, governos, religiosidade, pelo pecado. Sair da escuridão da maldade é um dos benefícios da vinda de Cristo à Terra. Ele é o Salvador dos que habitavam a “sombra da morte”. O propósito de sua encarnação foi a cruz. E para lá ele caminhou, rejeitando as propostas oferecidas que tentavam arrancá-lo do propósito do Pai.

E quando aconteceu a crucificação, ao meio-dia começou a escurecer, e toda a terra ficou três horas na escuridão (Mt 27:45). A morte de Cristo, longe de afetar apenas a humanidade, provocou reações na natureza também. Era como se ela tivesse reagindo a toda atrocidade causada a um Inocente, separado do seu Pai, por causa do pecado dos outros. Os nossos. E se no Salmo 19 o sol sai como noivo de seu quarto, alegremente a iluminar o dia (Sl 19:1-6), aqui, diante do Sol da Justiça levando o pecado dos injustos, ele se esconde, como numa manifestação da tristeza em “ver” o Filho sofrer e morrer[1].

Antes de acontecer o sol escuro, as pessoas ao pé da cruz, estavam debochando do Senhor, mostrando que havia uma escuridão no coração humano: sacerdotes, soldados, mestres da lei e outras pessoas do povo (Mt 27:32-44). Durante o período de escuridão, do meio dia as três da tarde, vários episódios aconteceram: o clamor de Jesus ao Pai e sua morte (Mt 27:45-50); o véu rasgado e mortos ressuscitando (Mt 27:51-53) e diante disso, a confissão dos soldados que, de fato, Ele era o Filho de Deus! (Mt 27:54). O “sol escuro” era a natureza anunciando que Jesus é o verdadeiro Salvador que tira o pecado do mundo!

 

Luz na vida

As trevas ao meio dia, o sol escondido, revelam que a natureza é comandada pelo Criador. Ela sinaliza e testemunha que Deus está no comando de tudo. Quem dera se a semelhança dos soldados, horas antes debochando do Senhor, mas agora confessando sua divindade e messianidade, percebamos por meios dos sinais dados pelo Pai e o Espírito, na natureza e na Palavra, o quão obscuro é o nosso coração sem a presença de Cristo, e como ele pode transformar nosso coração.

Embora o dia escurecesse aquelas horas, na hora da morte, o Sol da Justiça brilhou no coração dos soldados romanos. Assim acontece em você, sem reconhecer a Jesus sua vida está em plena escuridão. Segue sendo enganada pelas trevas da inimizade com Deus, do desrespeito ao próximo, da rejeição a felicidade verdadeira que só Cristo pode te dar. Diante das três horas de escuridão, pense em como crendo em Jesus a sua alma pode receber o Salvador e te fazer uma pessoa totalmente nova (2 Co 5:17).

 

Conclusão: Ore a Deus pedindo que Ele traga luz ao seu coração. Que você compreenda os sinais que Deus te mostra para levar você a Salvação.

 

Leituras para lembrar: Mt 27:45; Sl 19:1-6; Mt 27:32-44; Mt 27:45-50; Mt 27:51-54; 2 Co 5:17.

 

Por: Andrei Sampaio Soares

 

[1] Comentário em parceria com a teóloga Ana Cristina Soares.