Conversa de filho para o pai

Na nossa vida se precisarmos falar com uma autoridade, temos o maior cuidado e nos apresentarmos bem procurando as palavras certas e a maneira adequada de tratamento, além de pensar nas regras de etiqueta que toda interação requer. Se tivermos intimidade com essa autoridade, a formalidade é deixada de lado, mas todos esses cuidados continuam vigorando.

Precisamos também considerar o grau de sentimento que nutrimos por esse interlocutor; se o amamos, é natural que queiramos conversar a todo instante e assunto nunca vai faltar… então como explicar amarmos tanto a Deus e não vivemos conversando com Ele?

A conversa é algo natural entre pessoas que se amam e nutrem algum tipo de relacionamento. Ao iniciarmos um namoro, ainda nem amamos com intensidade, mas ficamos horas ao celular “jogando conversa fora” … e é assunto que não acaba mais.

E como é emocionante olhar para a tela do telefone e ver o nome da pessoa amada nos chamando!

Pensemos melhor: a maior autoridade do universo tem sempre um tempo para nos ouvir e não necessitamos agendar um “bate-papo” com ele; em Sua agenda há sempre espaço para atender os Seus filhos e o mais importante, Ele fica feliz em nos ouvir e nos atender.

Nossa conversa com Ele deve ser constante, conforme adverte Paulo em Tessalonicenses 5.17: “Orem continuamente”.

Bem, e de que forma devemos ter essa conversa?

Paulo diz (I Co 14.15a) que a oração deve ser com espírito e com entendimento, não nos esquecendo de, inicialmente, exaltar a Deus e reconhecer Sua grandeza; em seguida, devemos agradecer e, se for o caso, fazer pedidos a Ele, confessando nossos pecados, pois todos os dias pecamos em ações e pensamentos.

Além disso, procuremos ser justos, afinal, lá em Tiago (5.16), esse discípulo afirma que a oração daquele que é justo é poderosa e eficaz.

Amados, a nossa oração move o coração de Deus; quantos exemplos temos de servos que estavam em constante oração e foram ouvidos pelo Todo-Poderoso: Noé, Abraão, Jacó, José, Ester, Ana, Davi, Daniel, os apóstolos e tantos outros.

Vamos conversar um pouco mais com Aquele que é sobre tudo e sobre todos vamos intensificar a prática do verdadeiro adorador, daquele que realmente ama a Deus, pois quem o ama sempre tem assunto para tratar com o Pai.

Por: Esther Braga

Acesse: http://bragaesther.blogspot.com/

http://www.comoentenderabiblia.com/como-falar-com-deus/