Capelania Prisional: O que você precisa saber?

As prisões se encontram praticamente em todas as cidades! Quando passamos perante seus altos muros, tentamos ignorá-las, não fosse o árduo trabalho que o Santo Espírito faz em nós, até conseguiríamos mesmo! O que precisamos saber? Ou melhor, será que queremos mesmo saber? Cabem-nos algumas perguntas! Já que se trata de um assunto tão difícil de ser tratado tanto pela igreja, quanto pelas políticas públicas.

Tentamos fugir da ordem de Jesus registrada em Mateus 25:36,43: …estava na prisão e fostes me ver… E olhem o que está escrito em Hebreus 13:3: lembrai-vos dos presos, como se estivésseis juntos com eles… Precisamos saber que atrás desses muros existem pessoas que estão pagando um preço muito alto por sua desobediência e falta de conhecimento sobre o Eterno e, se Ele, sendo soberano nos comissionou, então alguma coisa precisa mudar em nós!

Parece difícil aceitar o fato de que eles também são amados pelo mesmo Deus que nos ama. Aceitei o desafio e me envolvi com o ministério de capelania prisional. O primeiro contato foi horrível, no primeiro pavilhão visitado tive a sensação que não era lugar para nós estarmos, o cheiro era insuportável, meus pés ficaram pesados e a sensação de fracasso tomou conta de minha mente. No entanto, o Espírito Santo veio em meu socorro e imediatamente fui envolvida e restaurada de forma sobrenatural.

Quando o Senhor me abriu os olhos pude ver no pavilhão mais de duzentos homens e, estes andando de um lado para o outro sem chegar a lugar algum e, para minha surpresa fomos conduzidos a um local dentro do pavilhão que eles chamam de igreja, sim! Existe uma igreja lá dentro clamando por socorro! E nossa equipe estava sendo a resposta do seu clamor! Nossos irmãos improvisam um local feito com material reciclado, lá não tem nada de luxo! Eles oferecem seus assentos à equipe e eles ficam em pé ouvindo a palavra, esta que muitas vezes nós não paramos para ouvi-la.

Lá pude ver poder de Deus!  Poder sendo derramado entre nós, vi que lágrimas corriam no rosto deles, que falavam em outras línguas e cantavam com muita alegria e simplicidade, ali não havia microfones e instrumentos musicais. Porém, eles ofereciam uma adoração maravilhosa e DEUS certamente a recebia! Nossos irmãos presos adoram a Jesus debaixo de um sol muito quente e por eles a celebração pode durar o dia todo. Nossos irmãos fazem campanhas de oração na madrugada, fazem jejum e seus cultos acontecem de forma organizada. Aguardam ansiosamente a visita da equipe de capelania. Eles estão sendo ensinados a guardar os preceitos do Senhor, eles recebem batismo nas águas e ceia.

Eles não são tratados como inocentes como muitos pensam, ao contrário, fazemos um trabalho de conscientização sempre orientando que receberam o perdão dos seus pecados, porém as consequências de seus erros os acompanharão e, eles recebem isso como vindo de Deus para vida deles. Muitos nunca iriam parar para ouvir a voz do Eterno e reconhecem que estão ali porque Deus os livrou da morte e os transportou para o reino da luz.

Nossos momentos de oração são tensos, pois estamos em um lugar em que há pessoas dominadas pelo maligno, é nítida a opressão que sentimos lá dentro; como também é perceptível que o Espírito Santo nos envolve de forma especial. Quando entramos, esquecemos que estamos em um presídio. Ali ninguém é estrela; quem brilha é o REI da glória!

Precisamos saber que enquanto nos calamos, eles estão clamando por socorro. Precisamos saber que lá dentro, nossos irmãos acreditam que a igreja os espera e intercede por eles, que a igreja está disposta a amá-los sem julgamento ou preconceito. Precisamos saber que Deus esta à procura de pessoas que se disponham a ir à busca de vidas como essas que ninguém mais acredita. Precisamos saber que recebemos o perdão por nossos pecados e eles também receberão. Precisamos saber que eles têm famílias aqui fora que necessitam receber a visita de pessoas como você. Precisamos saber que missão se faz fora do templo, no secreto onde os holofotes não brilham e que a chama do Espírito arde no coração. Precisamos saber que vidas estão sendo eliminadas da face da terra enquanto estamos preocupados com construções de coisas materiais ou equipamentos sofisticados.

Nossa missão não é fazer o que quero e, sim o que o Senhor manda. E essa é a ordem idepregue em tempo e fora de tempo, ensinem a guardarem todas as coisas e, se você pensar que está sozinho olha o que Cristo diz: Estarei com vocês todos os dias… Marcos 16:15, e então virá o fim! Somos uma equipe muito pequena comparada à demanda apresentada. Creio que se você conseguiu ler essa reflexão até o final, é porque este assunto te interessa, então ouça a voz do Espírito Santo te convidando a ser um voluntário. Nossa equipe conta com o número de 250 voluntários(as), muito pequeno comparado a uma carência tão grande. Reflita e aceite esse chamado e você nunca mais será o mesmo.

Por: Rosely Tavares, congrega na Igreja Adventista da Promessa de Avaré, SP. Graduanda em serviço social. Voluntária em capelania prisional e em aconselhamento espiritual para dependentes de substâncias psicoativas. Diretora do ministério de mulheres regional.

Se desejar ser um voluntário, entre em contato pelo email: solcapelania|@hotmail.com e se informe.