Aprendendo com Débora, uma esposa submissa

“E Débora, mulher profetisa, mulher de Lapidote, julgava a Israel naquele tempo.” (Jz 4:4)

Continuando nossa viagem pelas Escrituras, encontramos a Débora, esposa. Ela era uma mulher casada, portanto tinha um marido que exercia a liderança do lar, ao qual certamente era submissa (entenda submissão como estar debaixo da mesma missão, auxiliadora, ajudadora e não como sujeição irrestrita e irracional), pois essa era e ainda deve ser a prática cristã (Ef 5:22-24).

Débora, cumprindo com seus deveres de esposa, foi trabalhada por Deus dia a dia. Imagino que suas experiências com Deus em sua casa, ao lado de seu marido, devem ter contribuído, em certa medida, para que o Senhor lhe capacitasse para responsabilidades maiores na nação de Israel.

Destaco três textos sagrados, com o objetivo de refletirmos e depois tomarmos a decisão de agirmos com entendimento e sabedoria para com nossos esposos e assim alcançarmos graça diante de Deus e também sermos louvadas por nossos maridos: “Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor.” (Cl 3:18) ; “A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada.” (Tt 2:5) e “Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra;” (1Pd 3:1).

Querida amiga, espero que não esteja pulando esta parte da leitura ou correndo demais! Por favor, pare e medite nesta Palavra, pois existe uma grande benção dispensada para aquelas que praticam a vontade do Senhor! Observe ainda essa porção sagrada: “o marido da mulher virtuosa é também honrado em sua comunidade” (Pv 31:23).

A esposa tem um papel muito importante na edificação da sua casa, ao lado do seu marido. E quando o marido é honrado pela esposa? Quando ela mesma honra-o diante de outras pessoas.

Seu esposo se sente honrado por você, diante de sua família, seus parentes, sua igreja? Como você reage diante dos erros dele? Como esposa você tem nas mãos as condições tanto de ajudá-lo e dignificá-lo como também de desonrá-lo e abatê-lo! A dignidade e honra de seu esposo e sua família depende em grande medida de você!

Débora se portava como uma mulher virtuosa, tratando o seu esposo e os seus semelhantes com honra, respeito e dignidade!

De igual forma, você foi colocada ao lado de seu esposo para ser sua companheira, parceira, auxiliadora.

E se você é solteira e tem o desejo de se casar, busque em Deus a direção, peça a Ele sabedoria para o seu futuro casamento.

Reflexão:

E nós mulheres do século 21? Como estamos encarando esse ensino e princípio bíblico? A palavra do Senhor diz: “sejam submissas aos vossos maridos C O M O ao S E N H O R”.

Tem tratado seu marido como trataria ao Senhor ou facilmente se altera, falando e agindo de forma contrária à Palavra de Deus?

 

 

Por: Flávia Fresque Bellia Leonardo, congrega na IAP em Vila Maria, Secretária da Resofap da Convenção Geral

 

Nenhum comentário

Comentários estão desativados