A Palavra de Deus sempre vai se cumprir

Baruque foi secretário de Jeremias, vivendo, portanto, no mesmo período que o profeta, sendo também, seu porta-voz, companheiro e amigo. O que Jeremias ditava, Baruque escrevia. Além disso, ele leu o livro do profeta duas vezes, primeiro para o povo reunido no templo em dia de jejum e depois, para um grupo de líderes num lugar mais reservado.

Depois de escrever o livro, Baruque tem uma crise e desabafou: “Ai de mim! O Senhor acrescentou tristeza ao meu sofrimento. Estou exausto de tanto gemer, e não encontro descanso” (Jr 45.3). Essa passagem é muito humana e atual, já que todos nós, em um determinado momento de nossas vidas, vivenciamos um momento de crise, seja ela de que tipo for. Baruque afirma categoricamente para Deus que se sente exausto de tanto gemer. O esgotamento emocional, relativo à mente, costuma doer mais do que o esgotamento físico, relativo ao corpo, e o esgotamento espiritual, referente à alma dói mais do que o emocional. Em certos casos e momentos, nós podemos sofrer esgotamento físico, emocional e espiritual.

No que se refere a Baruque, sua crise o levou à oração, e uma oração de desabafo para o Senhor, já que ele estava se sentindo esgotado de tanto gemer, não tinha mais forças, sentindo-se profundamente exausto emocional, físico e espiritualmente. Não é o único. Todos nós podemos nos sentir assim um dia. Por isso, a oração a Deus deve ser algo constante em nosso viver, já que todos vivenciamos períodos de crises, de esgotamento e de escassez.

O lamento de Baruque acontece porque ele afirma que o Senhor não diminuiu o seu sofrimento, mas o aumentou. E quantos de nós também não sentimos que Deus, ao invés de diminuir o nosso sofrimento e angústia, somente o aumentou? Chegamos mesmo a questionar Deus.

No entanto, o Senhor explica a Baruque que ele não deveria buscar “coisas especiais” para si próprio. Ele deveria, em primeiro lugar, estar preocupado com a vontade de Deus para a sua vida, e confiar no amor e no cuidado do Senhor. Da mesma forma, o Senhor afirma que irá proteger a vida de Baruque por onde ele andasse. “Eu o deixarei escapar com vida onde quer que você vá”. O livro de Jeremias enfatiza que todos os judeus que foram residir no Egito foram mortos ou pela guerra, ou pela fome ou pela peste (Jr 42.17 e 22). Contudo, cumprindo-se a palavra de conforto que o Senhor havia dado a Baruque, entre os poucos sobreviventes estavam ele e Jeremias.

Baruque compreendeu dessa forma, que a palavra de Deus sempre vai se cumprir e que o Senhor é um Deus preocupado com aqueles que o amam e que justamente por isso, Ele os guarda e os protege. O secretário de Jeremias também aprendeu que a vontade de Deus para sua vida é que a sua fé esteja sendo fortalecida dia após dia, através de uma confiança irrestrita e total no cuidado do Senhor, e que esse mesmo cuidado do Senhor seja mais do que suficiente para o seu viver.

Por mais que nos sintamos solitários e desamparados, Cristo está sempre ao nosso lado. O seu amor, a sua misericórdia e o seu cuidado estão sempre sobre nós. Que possamos aprender a confiar em Deus em todos os momentos da nossa existência!!!

Por Dsa. Cláudia dos Santos Duarte

Fonte: Sou da Promessa