Você já intercedeu por sua família hoje?

“Quando Davi e seus soldados chegaram a Ziclague, no terceiro dia, os amalequitas tinham atacado o Neguebe e Ziclague, e haviam incendiado a cidade. Levaram como prisioneiros todos os que lá estavam: as mulheres, os jovens e os idosos. A ninguém mataram, mas os levaram consigo, quando prosseguiram seu caminho. Ao chegarem a Ziclague, Davi e seus soldados encontraram a cidade destruída pelo fogo e viram que suas mulheres, filhos e filhas haviam sido levados como prisioneiros”. 1 Samuel 30:1-3

A narrativa declara que Davi estava sendo perseguido pelo seu próprio sogro por ciúmes, uma vez que Davi havia sido ungido rei em seu lugar. A bíblia diz que Davi precisou fugir de Israel buscando asilo político fora do território de Israel, entre os filisteus, inimigos históricos do povo de Deus. Davi ganhou a simpatia do rei Aquis, rei filisteu da cidade de Gate. O rei Aquis constituiu uma cidade, a qual nomeou Ziclague, e deu para Davi, como cidade de refúgio, onde ele, seus 600 homens e suas famílias se estabeleceram.

O rei Aquis estava em uma jornada de guerra e à essa altura Davi havia se tornado o escudeiro do rei, quando os príncipes disseram para o rei Aquis: “Despede Davi, pede para que ele e seus homens voltem para Ziclague”.

Davi e seus homens retornaram à cidade e foram surpreendidos com uma tragédia: a cidade havia sido invadida pelos amalequitas, eles haviam queimado a cidade, saqueado e levado cativos suas mulheres, filhos e filhas. Diante desse cenário, Davi e seus homens alçaram sua voz e choraram até não mais ter forças para chorar.

Nesta reflexão, quero trazer ao seu coração a verdade sobre esta questão: O que os pais devem fazer quando o inimigo ataca a sua família? Encontramos a resposta para essa pergunta em 1 Samuel 30.1-8: Então consultou Davi ao Senhor, dizendo: Perseguirei eu a tropa? Alcançá-la-ei? Respondeu-lhe o Senhor: Persegue-a; porque de certo a alcançarás e tudo recobrarás.

As histórias bíblicas não são apenas histórias, tudo o que está escrito são princípios para aplicarmos em nossas vidas. Nessa palavra, testificamos que a vida familiar é um campo de batalha, não um parque de diversões.

A família é alvo dos ataques do inimigo e o campo de batalha por mais renhido que enfrentamos não é o nosso trabalho, ou o nosso patrão. Devemos pedir orientação divina e lutar por nossa família com “unhas e dentes”.

Assim como Davi resgatou tudo que o inimigo tinha roubado, assim como Davi pegou os seus filhos, mulheres, e houve uma grande alegria de cura e restauração, Deus pode fazer o mesmo milagre dentro da sua casa. Ninguém pode estar em paz, se sabe que seu cônjuge está nas mãos do inimigo, ninguém pode estar em paz se sabe que seus filhos estão nas mãos do inimigo. Eu quero encorajar você a orar pela sua família e ver os milagres de Deus alcançando a sua casa.

O vale em que o inimigo estava celebrando pela derrota do povo de Deus transformou-se no vale de luta, mas também em um vale de vitória, de alegria, de conquistas, de restauração, de cura, de um novo tempo para caminhar na presença de Deus.

Nunca deixe de orar pela sua família, de sair em defesa da sua família, de não abrir mão da vitória de Deus para o seu lar. Davi muito se angustiou, uma vez que o povo falava em apedrejá-lo, pois todos estavam em amargura por suas famílias, porém, Davi se reanimou no Senhor, seu Deus.

Você já intercedeu por sua família hoje? Que possamos diariamente interceder por nossas famílias, pedindo a proteção de Deus sobre o nosso lar e sobre os nossos cônjuges e por nossos filhos.

Por Diaconisa Viviane Watanabe, Fonoaudióloga, Líder do Ministério de Mulheres da região Norte Paranaense casada com Nelson Watanabe, filhos Mariana e Eduardo. Congrega na Igreja Adventista da Promessa em Cariovaldo em Maringá.