Casamento em Cristo: Dupla Aliança

Muitos não se dão conta da importância da aliança do casamento. Ali no momento da cerimônia do casamento é selada uma aliança através dos votos, baseada em promessas e termos. Promete-se amar, honrar, cuidar em todas as situações (na alegria ou tristeza, até que a morte os separe). 

Assim que nos tornamos parceiros de aliança, passamos a compartilhar tudo que antes era individual. Passamos a partilhar nossos corpos, bens, riquezas, dívidas, problemas e forças. Não existe mais o “eu”, que passa a ser “nós”.  É muito importante que esses votos sejam cumpridos, eles são um assunto sério, de vital importância para o casamento, aos olhos de Deus.

“Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo, porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes. Melhor é que não votes do que votes e não cumpra”- Eclesiastes 5: 4-5

Quando Deus faz parte de uma aliança de casamento, ela passa a ser uma aliança entre Deus e os cônjuges e entre as duas pessoas. Os benefícios da aliança de casamento como foi planejado por Deus só estão disponíveis para aqueles que estão em aliança com Deus.

“E eles serão o meu povo, e eu lhes serei o seu Deus; E lhes darei um mesmo coração, e um só caminho, para que me temam todos os dias, para seu bem, e o bem de seus filhos, depois deles. E farei com eles uma aliança eterna de não me desviar de fazer-lhes o bem; e porei o meu temor nos seus corações, para que nunca se apartem de mim” – Jeremias 32:38-40.

Hoje, a única maneira de entrar numa aliança com Deus é através de Jesus. Foi Ele que pagou o preço para que pudéssemos entrar numa aliança com Deus. Ele é o único caminho que nos leva ao Pai.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” – João 14:6

Quando ambos os parceiros são redimidos em Cristo, Deus está em aliança com cada parceiro do casamento. Eles poderão experimentar a plenitude do relacionamento como Deus havia planejado. Somente assim ambos têm condições para viver o casamento conforme o coração de Deus.

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará? E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa”Eclesiastes 4:9-12.

Anna Fonseca De Araújo, arquiteta, congrega na IAP Xaxim – Curitiba PR

Baseado na apostila do curso Casados para Sempre do MMI Br