Acne Juvenil

O aparecimento de espinhas na pele, principalmente do rosto, afeta 70% dos jovens brasileiros e as alterações hormonais que surgem na puberdade, fase que, cientificamente vai dos 14 aos 24 anos, desencadeiam o surgimento da acne (que é o quadro inflamatório de pústulas, cravos e espinhas) que afeta o lado psicológico e a autoestima dos jovens.

Muitas das vezes os pais não dão a devida atenção dizendo que, “assim que passar essa fase isso acaba”. Preocupados com o visual, os jovens manuseiam de maneira errada, espremendo e piorando o quadro infamatório.

Para amenizar os efeitos da acne, é importante manter os cuidados adequados, fazendo uma boa higiene do local, com o uso de sabonetes, loções, géis, à base de ácido salicílico, enxofre, confrey, babosa, aloe vera, ativos que ajudam na cicatrização e eliminação de bactérias.

Nunca deixar de cuidar durante esse período para não causar lesões irreversíveis que venham provocar traumas na pele e no psicológico.

Em casos mais graves é indicada a procura de um profissional dermatologista ou esteticista para uma boa limpeza e tratamento adequado.

Valdinéia Cunha

Esteticista