“Tô podendo!” As armadilhas de final de ano

Com a chegada do final de ano, chega também o “dinheirinho” extra tão esperado: o 13º salário. Só que juntamente com o dinheiro extra, vêm também as despesas extras como presentes, alguns passeios e sem esquecer dos gastos de janeiro como matrículas escolares, material escolar, IPTU, IPVA e tantos outros mais. Para não se complicar nas contas, é preciso pensar quais despesas são realmente necessárias e para não cair nas armadilhas do final de ano e começar o novo ano no vermelho, é imprescindível nunca gastar mais do que se ganha.

Com o objetivo de ajuda-la nessa contabilidade, prevenção e organização, seguem algumas sugestões de cuidados a serem tomados:

  1. É preciso primeiramente listar o valor a receber e suas despesas;
  2. Faça uma lista de tudo o que realmente precisa comprar antes de sair de casa.
  3. Nunca compre por impulso, faça sempre estas três perguntas a si mesma antes de comprar algo: EU POSSO COMPRAR? EU PRECISO COMPRAR? TEM QUE SER HOJE? É mais interessante você comprar um presente mais barato, mas com a característica da pessoa que vai presentear do que gastar muito e presentear com algo que a pessoa não se identifica;
  4. Procure sempre comprar com antecedência para ter tempo de pesquisar;
  5. Procure sempre lojas com os maiores descontos e promoções verdadeiras;
  6. Evite levar crianças no dia de fazer compras se você não tiver com dinheiro disponível para gastar com elas;
  7. Não comprometa os salários dos meses futuros com prestações muito longas ou uso abusivo do cartão de crédito, já que o início do ano é recheado de “novidades” e gastos extras. Lembre-se que o uso do cartão somente é benéfico quando se faz a quitação integral da fatura.

Em Provérbios 21:20 diz: “O homem sensato tem o suficiente para viver na riqueza e na fartura, mas o insensato não, porque gasta tudo o que ganha”.

Em resumo, é possível viver momentos de paz e tranquilidade financeira se você se organizar bem e planejar sua vida financeira de acordo com o que recebe. Tente guardar um pouco do que Deus colocar em suas mãos e nunca gaste mais do que você recebe. Aprenda a poupar! Esta poupança é o que vai se multiplicar, segundo mandamento de Deus, quando você o fizer com sabedoria.

Por: Flávia Moscardini casada com Donizeti Reginaldo Monteiro mãe de Guilherme e Gustavo. Técnica Contábil, tesoureira do Ministério Feminino da Convenção Noroeste Paulista, congrega na 3° igreja em Votuporanga/SP.