Como você tem inspirado?

Essa é uma pergunta bem pessoal e reflexiva, e que muitas vezes não sabemos como responder, por que não temos dimensão de como os nossos atos podem influenciar a vida de outras pessoas. Tenho uma professora no curso de licenciatura em matemática que é uma inspiração para nós que somos além de alunas, mães, esposas, donas de casa e profissionais, porque mesmo ela tendo todas essas atribuições, conseguiu terminar sua graduação, fazer o mestrado, doutorado e hoje ela é coordenadora do nosso curso. Entendemos que não deve ter sido fácil, mas ela nos ajuda a perceber que é possível ir além para alcançar nossos objetivos, com foco, determinação e acima de tudo temor a Deus, pois ela também é cristã.

Na Biblia também encontramos muitas mulheres que inspiraram outras pessoas em sua época e que não tinham dimensão que suas histórias continuariam inspirando até hoje. Um exemplo disso é Noemi, sabemos que a relação entre sogra e nora é tido como algo conflituoso, por isso é difícil encontrar noras com um bom relacionamento com a sogra como no caso de Rute e Noemi.

Noemi, que estava longe de seu povo, decidiu voltar e orientar suas noras, Rute e Orfa, após ficarem viúvas, para retornarem para suas famílias, contudo ambas relutaram muito em tomar essa atitude, até que Orfa se convenceu em ir, mas Rute decidiu que iria ficar e só a morte seria capaz de separá-las. Ela estava disposta a fazer parte de seu povo e servir ao seu Deus (Rt 1:16). Fico imaginando como deve ter sido a vida de Noemi e seu comportamento com suas noras para fazê-las terem tamanha admiração e respeito por ela. Imagino que essa sogra teve uma vida inspiradora para construir esse sentimento.

E agora a pergunta volta para mim e para você, como nós temos inspirado? Será que as pessoas a nossa volta conseguem olhar para nós e ver um comportamento exemplar, algo que eles queiram seguir? Será que eles olham para nós e deles partem algum desejo de fazerem parte do nosso povo e servirem ao nosso Deus? Pense comigo, estamos sendo observados em todo tempo, por filhos, maridos, familiares, vizinhos e amigos, a nossa vida precisa inspirar as pessoas em algo, e que seja para o bem, pois é possível inspirar para o mal.

Então faça uma análise de seu comportamento, imagine: se sua história fosse escrita hoje, que tipo de inspiração você seria para seus leitores? Como as pessoas te definiriam? Rute se casa e continua cuidando da sogra, e no final ela se torna inspiração para outras pessoas, pois o relato bíblico diz que ela foi para Noemi melhor que sete filhos (Rt 4:15). O Ciclo de inspiração para o bem deve ser mantido, aqueles que você inspira poderão inspirar outras pessoas também. Seja alguém inspirador!

Francinete Siqueira Rodrigues, 27 anos, Esposa do Pastor Denis F. Rodrigues,  mãe do Arthur. Formada em Teologia pelo Seminario Teológico da Igreja Adventista da Promessa, Estudante de Licenciatura em Matemática pelo IFSP