Aprendendo com Lia: Você não está só – O Senhor é a sua força!

“Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança” (Rm 15:4)

Deus em Sua bondade e misericórdia nos deixou um legado, a Sua Palavra, uma carta de amor para que pudéssemos através dela sermos ensinados, nos deu exemplos de homens e mulheres, cada um deles com suas situações e circunstâncias que, com certeza, nós como seres humanos também as vivenciamos.

Ao olharmos esses exemplos registrados nas Escrituras podemos perseverar, nos animarmos e termos a nossa esperança renovada, pois assim como Deus agiu no passado, agirá conosco e nos ajudará a não cometermos os erros que essas pessoas cometeram.

As nossas vidas são repletas de momentos que nem sempre são fáceis, muitas vezes nos deparamos com situações que nos fazem sucumbir sob o peso das circunstâncias à nossa volta. Como poderemos enfrentar esses momentos e os superarmos de modo que honremos e glorifiquemos ao nosso Deus?

Hoje iremos observar a vida de uma mulher, Lia. Quem era Lia? O que ela enfrentou e como reagiu as suas circunstâncias?

Ao lermos Gênesis capítulos 29 e 30, descobrimos que ela era a primogênita de Labão, pai de duas filhas: Lia e Raquel. Como primogênita de acordo com os costumes da terra seria a primeira a se casar, mas não foi a escolhida, nem sequer foi vista, passou totalmente despercebida pelo noivo em potencial.

Lia não era formosa de porte ou semblante, seus olhos eram fracos e se não fosse a artimanha de seu pai continuaria solteira, mas esse subterfúgio veio somente agravar o sentimento de ser negligenciada, pois assim que o engano foi detectado foi requerido a escolhida, Raquel.

Talvez como Lia, os seus olhos perderam o viço, estão enfraquecidos, o seu porte e o seu semblante transparecem o cansaço. O cansaço da jornada, do peso das suas lutas, e você já perdeu a esperança de qualquer saída, e até mesmo o caminho que você pensava que iria levá-la para o fim do labirinto só veio lhe trazer ainda mais dissabores. O sabor amargo da derrota, do desprezo e da aflição lhe faz consciente da sua solidão.

Mas quero lhe dizer que assim como Lia não estava só, você também não está, […] o Senhor viu a sua aflição[…] (v.32), a amará, Ele está pronto para lhe fazer frutífera. Deus a viu e ouviu (v.33), portanto, você poderá louvá-Lo (v.35).

Ninguém irá roubar o seu marido (Gn 30:16) pois […] o seu Criador é o seu marido, o Senhor dos Exércitos é o seu nome, o Santo de Israel é seu Redentor; ele é chamado o Deus de toda a terra […] (Is 54:5). Deus irá recompensá-la e a fortalecerá (Gn 30:18, 20).

Ele está ouvindo o seu clamor e agirá em seu favor, não desanime, não deixe que os seus olhos se enfraqueçam, que o seu porte e semblante reflitam o seu cansaço. Porque “O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele o meu coração confia, e dele recebo ajuda. Meu coração exulta de alegria, e com o meu cântico lhe darei graças” (Sl 28:7).

Ele é a sua força, o seu caminho e a sua salvação!

Oração:

“Senhor Deus Todo-Poderoso a Ti e somente a Ti sejam toda honra, toda glória e todo louvor. Reconheço que as minhas forças se esgotaram, que já não posso caminhar, que as minhas veredas se tornaram árduas e a solidão invade o meu peito. Mas Tu és Aquele que pode me revigorar, me amparar. Tu podes Senhor, […] Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo” (Isaías 43:19) e com a Tua presença poderei novamente sorrir não com a alegria que provém das minhas circunstâncias mas com a alegria que vem de Ti “[…] Não se entristeçam, porque a alegria do Senhor os fortalecerá” (Neemias 8:10). Obrigada por estar sempre ao meu lado e me amar com um amor infinito!”

Por: Eleni Leite, Diretora de Treinamento do Ministério Preceito Internacional  (www.preceito.com.br).

Nenhum comentário

Comentários estão desativados