Aprendendo com Dalila

O que podemos aprender com essa mulher que tão pouco é mencionado na Bíblia? Apesar do relato curto sobre Dalila, o Espírito Santo nos ensina a cada verso das escrituras e podemos abstrair alguns ensinamentos:

Dalila estava diante de uma oportunidade de ser feliz, tinha encontrado um homem apaixonado, poderia mudar de vida, mas sua ganância enxergava somente a alta soma oferecida para enganar Sansão. E com grande insistência o importunava em todo o tempo até conseguir convencê-lo a contar-lhe seu segredo. Existem casos em que a mulher tem ao seu lado um homem de Deus, a chance de ter uma família abençoada, mas não consegue administrar o relacionamento para o bem da família, antes usa seus recursos, seus pontos fortes, sua beleza e sedução para realizações fúteis, por ganância, pensando apenas no seu próprio interesse. Mas está escrito: “Ninguém busque o seu próprio interesse, e sim o de outrem.” I Co 10:24. É fato que a mulher exerce poder de persuasão sobre seu marido, mas se esta não for direcionada pelo Espírito Santo, a família terá grandes transtornos.  É mais assertivo trocar o poder da persuasão pelo poder da oração.

A comunicação é de extrema importância no relacionamento, mas seu cônjuge também precisa de alguns momentos para um particular com Deus, então devemos ser sábias e no lugar da importunação, ficar na intercessão. A Bíblia diz que há tempo para tudo, tempo de falar e tempo de ficar calada.  Não deixe seu esposo triste e amargurado por ter seu amor colocado à prova o tempo todo. Não faça dramas, às vezes até por motivos insignificantes. O sábio escritor de provérbios diz que é melhor morar no deserto do que com uma mulher importuna, briguenta, resmungona, que perturba o tempo todo criticando; o mesmo livro ainda a compara como o gotejar contínuo num dia de chuva.

Que tipo de esposa queremos ser para o nosso marido?  Busquemos no Senhor sabedoria para edificar a nossa casa, para firmá-la com inteligência e então, pelo conhecimento se encherão as nossas câmaras de toda sorte de bênçãos. Prov. 24:3-4.

Sejamos a mulher de provérbios 31:10-31. Mulher virtuosa, com valor excedente ao de finas joias, seu marido confia nela com todo seu coração, mulher generosa, precavida, esforçada e muito mais. Porém acima de tudo: mulher que teme ao Senhor, mulher que faz o bem, e não mal, todos os dias da sua vida. Não podemos perder a oportunidade de fazer a diferença, de sermos uma esposa admirável, de termos uma família feliz, um lar harmonioso onde o Todo Poderoso habita, este é o propósito de Deus para nós.

Parece difícil? É claro que não somos perfeitas, mas podemos buscar em Deus melhorar a cada dia em todas as áreas da nossa vida, Ele mesmo disse: esforça-te que Eu te ajudarei. “Enganosa é a graça, e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.”

Por: Rosangela B. Covre casada com Lenildo A. Araujo mãe de Luccas Covre Araujo e Davi Covre Araujo, Supervisora Financeira, congrega na Igreja de Guaianases