Respostas da Capelania Prisional a perguntas realizadas durante o Painel Interativo, no Congresso da Fesofap

1)- A IAP tem material de treinamento para capelania? Como conseguir?

Sim, a IAP tem material para treinamentos, mas esse material só poderá ser fornecido após um treinamento com um dos coordenadores preparados e capacitados. Existem muitas regras a serem obedecidas dentro de um sistema Carcerário. Um pequeno descuido por desconhecer as exigências, no descumprimento de uma das regras, a igreja corre o risco de perder o projeto ou ser suspenso. A IAP tem uma equipe capacitada e preparada para ministrar esse treinamento. É só entrar em contato através da Junta de Missões, que será agendada a visita da equipe.

 

2)- Do que precisamos para iniciar um projeto de capelania?

Para iniciar um projeto em sua região é simples, basta contatar imediatamente os responsáveis por capelania, você poderá falar com o diretor de Missões da sua Convenção ou até mesmo fazer contato direto, com a permissão de sua Convenção, com a Junta de Missões – Equipe de Capelania – às quartas-feiras a partir das 13h00, pelo tel. 3105-1592 ou e-mail solcapelania@hotmail.com

Seguem algumas orientações para iniciar o projeto de Capelania:

Passo 1: Planejamento

  • Montar uma equipe e a treinar (solicitar o treinamento à Junta de Missões – Ms. Solange);
  • Escolher o presídio, Fundação Casa ou a instituição a ser atendida;
  • Preparar a documentação exigida, tanto da equipe como da IAP, para o cadastro na Instituição;
  • Definir as funções de cada colaborador na equipe, conforme trabalho a ser desenvolvido e sua liturgia;
  • Levantar os recursos necessários, como materiais didáticos, caixas de som e microfones etc.

Passo 2: Início do projeto

  • Determinar um formato para o culto, incluindo palestras e dinâmicas aos tradicionais louvores, pregação e oração, pois o trabalho não é somente espiritual, mas abrange áreas como relacionamento, saúde, higiene etc.;
  • Montar o cronograma dos eventos e das equipes de trabalho, que podem atuar em revezamentos.

Passo 3: Como trabalhar com as famílias?

  • Há regras de contato com a família que devem ser respeitadas;
  • Podem-se formar pequenos grupos de estudos em seus lares;
  • O trabalho deve focar no apoio da família ao detento, sem preconceitos, e na importância de frequentarem uma igreja para melhor acompanhamento.

Passo 4: A volta do detento para casa

  • Trabalho pastoral:
  • Preparar a igreja para receber os regressos das instituições;
  • Aconselhamento da família e do detento;
  • Sugestão de cursos profissionalizantes e outras formas de retomar uma vida digna;
  • Ensino bíblico em sala doutrinária

Depende da instituição e do trabalho a ser realizado. Algumas normas são diferentes em cada unidade e variam também conforme seu coordenador, que pode fazer algumas exigências por sua própria conta.

 

3)- Como funciona o trabalho? Vocês realizam culto? Escola bíblica? Em quais dias vocês entram no presídio?

Hoje contamos com diversas regiões do país, são quase trezentos voluntários, na maioria promessistas, trabalhando para Capelania. São devidamente treinados e cadastrados pelos órgãos públicos, no caso COESP (Coordenadoria das Unidades Prisionais). Utilizamos materiais e a liturgia da IAP, mas, tendo o cuidado de respeitar as limitações do ambiente físico.

Cada Unidade tem o dia e horário estipulado para o desenvolvimento das atividades sócio religiosas.