Tempo para orar!

Objetivo: Encontrar mulheres dispostas a investirem tempo na vida de seus filhos e a batalharem por eles em oração.

 

Reflexão:

“Não tenho tempo, estou com pressa”. “Faço isso depois, agora não tenho tempo”. É possível que você já tenha dito uma dessas frases nessa semana, ou ao menos pensou: “Não tenho tempo”.  Como é possível amar seu filho e não lutar por ele em oração todos os dias? Podemos fazer muitas coisas como trabalhar fora de casa para complementar a renda, cuidar da casa, zelar pelos filhos e marido, criar oportunidades para desenvolverem atividades em família como uma caminhada, por exemplo. No entanto, há algo fundamental que a família precisa inserir na sua agenda com prioridade máxima: a oração. É no tempo de oração que ganhamos as maiores batalhas na vida dos nossos filhos.

 

Mães Intercessoras: “Precisamos de mães que invistam tempo na oração em favor dos filhos. Quando oramos pouco não é por causa da falta de tempo, mas pela falta de prioridade. Temos tempo para tudo o que é importante. Agendamos tudo aquilo que para nós é prioridade. Devemos organizar a nossa vida de oração. Devemos colocar a oração no topo da nossa lista de prioridades. Se você não preparar a sua vida de oração, você não vai orar. Se Deus não for prioridade da sua vida, você não vai orar. Talvez você tenha boas razões para justificar a sua negligência na oração. Talvez você seja muito comprometido, com a agenda congestionada para ter um tempo sistemático de oração. Se você está tão ocupado a ponto de não ter tempo para orar, você está ocupado demais. Talvez seu pecado seja o ativismo. Talvez as coisas, o trabalho, a casa e o dinheiro estejam ocupando o lugar central de Deus na sua vida.”[1]

 

Desafio pessoal: Seus filhos são prioridades na sua agenda? Quanto tempo você está disposta a investir em oração pelos seus filhos?

 

Compromisso: Eu quero ser uma SARA, ou seja, uma mãe intercessora que investe tempo de oração na vida dos meus filhos.

Entre em contato com a líder do ministério de mulheres da sua igreja e faça seu cadastro no Projeto Sara.

 

[1] LOPES, Hernandes Dias. Mães Intercessoras. São Paulo: Hagnos, 2002. p. 25 e 16.