Ocupada demais para Deus?

Minha vida era uma benção! Pensei assim por muitos anos! Dona-de-casa, com uma ajudante duas vezes por semana, tinha tempo livre para cuidar da minha família e da obra de Deus. Como era fácil participar das orações a qualquer horário, participar das orações nos lares, dos pequenos grupos, dirigir um culto, fazer visitas, cuidar das agendas da família…

Só que eu não percebia que o mais importante, para tudo isso acontecer, era ter um relacionamento muito estreito com Deus! Minha vida tinha muitas atividades, muitos compromissos, mas faltava o principal: dedicação total ao Criador! Quando eu lia na Bíblia: “buscai primeiro o reino de Deus, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas”, eu pensava: estou ativa, trabalhando, isso basta!

De repente, o Senhor começou a me ensinar, me fazer enxergar que eu estava estacionada e acomodada em um degrau da fé. Assim se iniciou minha experiência: meu marido ficou desempregado, então iniciamos um negócio próprio, com todas as dificuldades de uma pequena empresa no Brasil. Simultaneamente, iniciamos algumas ações para vender o que tínhamos, a fim de resolver questões financeiras.

Mas eu ainda não tinha aprendido que tudo acontece de acordo com sua vontade e o que Deus queria não era que eu perdesse tudo que Ele havia me proporcionado quanto a bens materiais. Ele queria que eu colocasse minha vida para Ele administrar, esperando sua resposta e seu direcionamento antes de tomar as minhas atitudes! Deus, a cada dia, de uma forma diferente, me mostrava que eu precisava mudar! Agora, sem salário, sem ajudante em casa, trabalhando direto para consolidar a empresa e com várias responsabilidades da igreja, acreditem, arrumei tempo para orar de verdade, e não aquelas orações instantâneas! Orava tanto que nem eu acreditava como me vinham tantas coisas à mente quando estava de joelhos! Jejum? Consegui fazer sem reclamar! As leituras bíblicas assumiram um significado diferente, o Senhor falava comigo através da sua Palavra! E as mensagens dos cultos?! Sempre eram Deus falando comigo, de acordo com minhas necessidades.

Você lembra de Marta e Maria (Lucas 10:38-42)? Maria escolheu a melhor parte! Deus quer fazer parte da nossa vida como aquele que nos direciona, livrando-nos de caminhos desnecessários, evitando sofrimentos desnecessários ao  escolhermos atalhos. Para entendermos qual é sua vontade, é necessário ter um relacionamento estreito com ele.

Como conhecemos nossos filhos e esposo se só os vemos uma vez na semana? Como estreitar nosso relacionamento com Deus sem buscá-lo de todo o coração, com mente e coração abertos para ouvir sua vontade para conosco? Entregue cada momento a Deus, faça dele a sua primícia e todas as outras coisas serão acrescentadas a você!

Dsa. Carla Matielli de Albuquerque dos Santos, esposa do Pb. Alexandre Rodrigues dos Santos, mãe de Aline, Andressa e Carlos Alexandre. Secretária do Ministério com Mulheres no RJ. Engenheira Civil.