Não atire a primeira pedra

“Irmãos, se alguém for surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais deverão restaurá-lo com mansidão. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado”. Galátas 6.1 NVI

Você já teve seu erro exposto? Como você se sentiu?

Normalmente, não gostamos de ser corrigidos ou confrontados a respeito de uma má decisão. Por vezes, ficamos tristes, frustrados e fazemos de tudo para evitar o lugar da nossa vergonha, ou evitamos a pessoa que nos colocou neste estado. Porém, quando a queda não é nossa, como temos agido?

Quando caímos em algum erro ou pecado, não queremos virar alvo de fofoca e nem virar notícia no G1. Seguindo o princípio que Deus estabeleceu, devemos fazer aos outros àquilo que queremos que façam conosco. (Mt 7:12)

A palavra de Deus é um livro riquíssimo em orientações práticas de como agir em diversas situações. Jesus estabeleceu através do seu exemplo, um parâmetro de como devemos agir sobre diversos assuntos. E em Mateus 7:1,2 Ele nos revela qual o princípio que Deus usa pra nos julgar:

“Não julguem os outros para vocês não serem julgados por Deus.  Porque Deus julgará vocês do mesmo modo que vocês julgarem os outros e usará com vocês a mesma medida que vocês usarem para medir os outros”.

Então, como devemos proceder frente a queda do nosso irmão? Amando-o. Como está escrito em 1 Pedro 4:8 “Acima de tudo, amem sinceramente uns aos outros, pois o amor perdoa muitos pecados”.

Deus sabe de todos os erros e pecados que vamos cometer por toda nossa vida e por ser Deus, tem todo o direito de nos castigar Hebreus 12:6 ou sentenciar, entretanto, ele “nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado (Rm 5:8)”. Ele escolheu nos amar e nos perdoar. Aleluia!

Tenho aprendido que o verdadeiro evangelho não combina com o dedo apontado para o rosto das pessoas, mas tem tudo haver com uma toalha e bacia com água (João 13:14,15), tem haver com joelhos marcados, um coração que queima de amor. Qual tem sido o evangelho comunicado por mim e por você? O evangelho de pedras prontas para serem atiradas, ou de pedras usadas para edificação e construção?

Se houver dedo apontado, que seja o nosso, para denunciar em oração nossos pecados e erros diante de Deus.

Por Priscila Cordeiro da Silva Xavier, esposa de Arão Xavier e mãe de Beatriz Bogart e Samuel Bogart. Congrega na Igreja Adventista da Promessa em Fazenda Grande do Retiro em Salvador-BA.