De Mulher para Mulher – Será que ele é o cara certo?

Como saber se ele é o homem da sua vida? Difícil, não? Digamos que nem tanto… A Bíblia nos orienta de várias formas.

Um texto que, aparentemente, não tem nada a ver com casamento, mas pode sim ser usado para isso é Mateus 12:33:

Considerem: uma árvore boa dá bom fruto; uma árvore ruim, dá fruto ruim, pois uma árvore é conhecida por seu fruto.

Quando Jesus mencionou a árvore, disse que é por meio do seu fruto que nós a conhecemos: uma mangueira jamais dará jaca. Vivemos num mundo tão “mentiroso”, onde muitos dizem ser y e são z, por isso a importância de conhecermos os frutos. Observe quais os frutos do homem que você cogita ser seu marido um dia.

Outro ponto a ser observado é: ele honra os pais (Ex. 20:12), as autoridades governamentais (Rm 13:1), autoridades espirituais (Hb 13:17) e idosos (Lv 19:32)? Seu futuro marido não precisa apenas “obedecer” os mandamentos, mas precisa ter prazer nisso. É impossível um homem que não honra os mais velhos honrar sua esposa. Pense nisso!

Mais uma observação: seu noivo gosta de trabalhar e é responsável?. Ao lermos Pv 19:15 podemos concluir que o preguiçoso passa fome. O marido, originalmente, é o cabeça do lar, o sacerdote (Ef 5:23) e, portanto, tem a responsabilidade de sustentar o lar (financeiramente) desde o Éden (Gn 3:19). Embora vivamos num contexto onde a mulher também trabalha fora, essa continua sendo a função do homem. Ou seja, se o homem é preguiçoso, fuja! Ele não tem maturidade para sustentar um lar e você fará sua parte. Ainda, observemos o termo “sacerdote”: significa autoridade espiritual. Logo, seu marido será sua cobertura espiritual. Ele já tem exercido essa função desde já?

Poderíamos escrever uma série de livros sobre esse tema, mas, vamos ficar com uma reflexão fundamental: ele te ama como Cristo amou a Igreja? Nós, mulheres, somos a representação da Noiva de Cristo, precisamos ser amadas, respeitadas e cuidadas. Ele te ama desta forma? Ele sofreria por você? Ele morreria por você, se fosse necessário (Ef 5:28)? Pense nisso! Casamento não é brincadeira, não é temporário, não é “fogo de palha”, e, principalmente, casamento não é só sexo! (Digo isso porque vejo a pressa de muitos casais se casarem, sem ter a estrutura ideal e a maturidade necessária para vencer o dia mal.).

Casamento é bênção, afinal, foi o próprio Deus quem o criou, quando viu que Adão estava só e que precisava de uma ajudadora que o correspondesse (Gn 2:18). Reflita em cada palavra, à luz da Bíblia, e, se achar que ele não é o cara certo, termine seu relacionamento. É melhor que isso aconteça agora do que iniciar um casamento destinado ao fracasso.

Graça e paz.

Por: Thaís Rodrigues S. de Souza, 23 anos, casada há 2 anos com Vinicius M. de Souza, congregam na Igreja Adventista da Promessa em Guaianazes.