Volte para casa

A fase da adolescência é acompanhada por descobertas, e às vezes de um ímpeto por liberdade, maquiado por rebeldia.

Nosso livre arbítrio é potencializado pela ação hormonal; nos achamos tão certas e tantas vezes tão perseguidas e incompreendidas que somos movidas a achar que podemos conduzir a nossa vida, e é naquele momento que surge o desejo de sair de casa: Você se lembra dessa fase? Quantas vezes bateu a porta do quarto? Deu uns bons gritos? Talvez, algumas de vocês até tiveram coragem de sair de casa; com mochila nas costas, sair para desbravar o mundo, mas, quem teve coragem ou não, teve medo, acompanhado de muita ansiedade. Teve o coração acelerado, teve pensamentos vagos, de como seria se tudo desse errado. Daí, retornar para casa, como seria vergonhoso! Como olhar para meus pais? Como encarar os amigos? O que vão falar?

Essa pode ser a sua situação, mas, a diferença é que você não é mais uma adolescente, não tem o respaldo da “arborescência” para se apoiar. Você saiu da Casa do Pai, abandonou todas as funções que já exerceu um dia na igreja; chegou a ser uma líder de louvor, de crianças, quase uma “pastora”. Mas, o desejo de ser livre, de conduzir sua vida, de ser a mulher feminista do século XXI, que não se sujeita a nada e a ninguém, te fez sair da Casa do Pai. Regressar agora! E a vergonha? O que falarão de mim?

Creio que você conhece algo similar, né? Imagine se o relato bíblico do Filho Pródigo (Lucas 15:11-32)) seja o seu como sendo a “Filha pródiga”.  Quanto ao seu retorno aos braços do Pai! Será acompanhado de festas e não de indagações e questionamentos; Ele vai te receber com alaridos e danças, pois Sua palavra diz (Lucas 15:7) que os céus se alegram quando um justo se rende Aquele que é, e continuará sendo o mesmo.

O Deus que deixa as 99 ovelhas e vai à procura de uma (Lucas 15: 4-6) não se importa sobre qualquer que seja a situação porque Ele é o Deus que concede vida, perdão e restauração; esta é a sua hora.

Volte para casa!

Por: Sarah Christina R.Meira Reis esposa de Wister, mãe de Isabelli e Theo. É cirurgiã-dentista e Mestre em Odontologia em Saúde Pública. Congrega na Igreja Adventista da Promessa em Salgado Filho – BH/MG que também é líder de louvor e colaboradora do Ministério de mulheres.