Síndrome de Gabriela

Você consegue contabilizar o número de mudanças pelas quais você passou durante a vida? Impossível!

Passamos por mudanças o tempo todo. Mudamos de trabalho, mudamos de estilo, mudamos o “status de relacionamento”, mudamos de casa, mudamos de ideia…

Algumas mudanças que ocorrem em nossa vida são impostas, não temos como controlá-las. No entanto, grande parte das mudanças ocorre como resposta ao nosso amadurecimento, ou a nossa necessidade de nos adaptar ao meio que estamos.

Mas você se lembra de uma música de dizia: “eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou viver assim…”? Tem muita gente por aí que adotou essa música como um lema para a vida e se recusa a mudar. E quando essas pessoas são confrontadas a mudar algum hábito, comportamento ou opinião, respondem com aquela velha frase: “eu sou assim, fazer o que?” Só que essas pessoas esquecem que mudar faz parte de todo o processo de amadurecimento pelo qual passamos.

Confesso que eu mesma nunca gostei muito das mudanças, afinal, toda a mudança gera um certo desconforto, mas houve um momento em que a Palavra de Deus me confrontou sobre minha insistência em ser sempre igual.

Paulo, em sua carta aos Romanos, no orienta:

Não imitem a conduta e os costumes deste mundo, mas seja, cada um, uma pessoa nova e diferente, mostrando uma sadia renovação em tudo quanto você faz e pensa. E assim vocês aprenderão, de experiência própria, a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:2 Bíblia Viva)

O apóstolo Paulo é um dos maiores exemplos de mudança que temos na Bíblia. Se, mesmo após seu encontro com Jesus, ele insistisse em continuar o mesmo, ele jamais viveria tudo o que Deus tinha preparado para ele.

E olha que promessa maravilhosa que existe para aqueles que estão em constante mudança! Eu até me atrevo a dizer que não é possível uma pessoa ter um encontro com Jesus e continuar exatamente igual.

Assim como fez com Paulo, Deus pode mudar nossa vida muita além do que podemos imaginar, mas para isso precisamos estar dispostos a mudança.

Se você não é fã de mudanças, ou ainda prefere insistir no “slogam” que a música criou, que tal tentar submeter sua vida “as mudanças” que Deus quer fazer? Não tenha medo. Deus é especialista em mudanças!

Por: A Garota do Sapato Rosa