SERÁ?

Será que a semelhança é mera coincidência?

Mt 24

Jesus estava assentado no monte das Oliveiras e foi indagado por seus discípulos – “Que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo”? Na resposta Jesus faz duas recomendações:

1ª. Recomendação: “Acautelai-vos para que ninguém vós engane” (v 6).

Como é possível sermos enganados?

  • Em primeiro lugar não conhecendo a palavra de Deus.
  • Em segundo lugar dando ouvidos a falsos ensinamentos.

Exemplo: alguns dizem que o jejum foi abolido com a morte de Jesus na cruz do Calvário; nós sabemos que as leis cerimoniais realmente cessaram ali, mas o jejum não faz parte desta lei. Se ele não seria mais necessário, por que Jesus ensinou como deve ser nossa postura, nos momentos de jejum em Mt 6:16? Outro detalhe: quando os discípulos de João disseram a Jesus “nós jejuamos, mas seus discípulos não”, Jesus disse: “dias virão em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão”.

“Acautelai-vos, muitos virão em meu nome dizendo: “Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos” (v. 4 e 5).

2ª. Recomendação:Não vós assusteis: quando ouvires de guerra, rumores de guerras, reino contra reino, nação contra nação, haverá fome, pestes, terremotos…” (v. 6).

Será que esta semelhança é mera coincidência?

“E por se multiplicar a iniquidade o amor de muitos esfriará” (v. 12).

Iniquidade! Será? Vejamos: rebeldia, adultério, lascívia, perversão sexual, fornicação, pornografia, pedofilia, homossexualismo, lesbianismo, drogas, inveja, tomar o que pertence a outro. Tudo isso faz parte do nosso dia a dia, já não espanta mais, não nos faz nenhum assombro, mas talvez seja porque Jesus disse que ainda não é o fim.

O amor de muitos esfriará. Mas aquele que permanecer até o fim será salvo. Ele vem. Breve, muito breve Ele Virá.

Dsa. Nilda Quental Pereira – IAP Vila Medeiros