Quando eu voltasse a andar….

Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios que tem me feito? (Salmo 116:12)

No início do ano de 2007 tomei uma queda em casa e quebrei o fêmur na ligação com a bacia e tive que implantar uma prótese. Durante o período de oito meses de recuperação, essa prótese saiu quatro vezes do lugar, todas às vezes precisei voltar ao centro cirúrgico e tomar anestesia geral. Até que os médicos chegaram a conclusão que teria de fazer uma nova cirurgia para fazer uma revisão e descobriram que ela precisava ser adaptada para não escapar mais.

Temendo não poder mais andar, pois nesta mesma perna eu já tinha uma paralisia, na angústia, clamei ao Deus que tudo pode e fiz um voto: Quando eu voltasse a andar publicaria esse testemunho na revista da igreja.
Hoje com muita alegria cumpro o meu voto. Louvado seja Deus por isso!

Diomar Alves Machado
São Paulo / Parque Buturussu