Páscoa uma celebração em família!

“E acontecerá que, quando os vossos filhos vos disserem: que culto é este vosso? Então, direis: Este é o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou as casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu aos egípcios e livrou as nossas casas. Então, o povo inclinou-se e adorou” (Êxodo 12:26 e 27).

A família foi criada por Deus! Ela é o maior bem que temos. É no ambiente familiar que somos alimentados, que aprendemos a falar, a andar, a ler e a escrever. Onde temos a oportunidade de aprender a cair e somos encorajados a nos levantarmos! Onde somos educados e tratados para enfrentarmos os desafios na vida! É também nesse ambiente, quando a família está reunida, e principalmente para as crianças, que precisamos aprender o que aconteceu no Egito quando Deus lançou a décima praga. O povo hebreu era escravo no Egito por 430 anos (Êxodo 12:40), foi o povo que Deus escolheu para mostrar a Maravilhosa Graça, amor e Aliança para as nações do mundo.

A última praga lançada no Egito foi a morte dos primogênitos (1). E aconteceu, à meia noite, que o Senhor feriu todos os primogênitos na terra do Egito. O primeiro filho das famílias e também dos animais. E a casa que tivesse os umbrais com a marca de sangue do sacrifício seria livre da morte. E por isso Páscoa na língua hebraica significa Passagem (2). A libertação dos Hebreus que eram escravos para a liberdade por bondade de Deus. Eles ficaram livres para adorar e servir ao Senhor Criador do céu e da terra.

Além do sacrifício do cordeiro e a marca com o sangue na porta das casas. Foi realizada uma refeição com carne assada, pão sem fermento e com ervas amargosas (Êxodo 12:8). A Páscoa realizada na Antiga Aliança é a representação do último Cordeiro a ser morto na cruz e a derramar o seu sangue precioso para a proteção contra a morte, para o perdão dos pecados, para a salvação de todo aquele que crer em Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! (João 1:29 e 36).

Cristo é a nossa Páscoa! (I Coríntios 5:7)

Ainda hoje, é importante para as famílias que conheçam o verdadeiro significado da Páscoa e devem ensinar as crianças que não foi o coelho e sim o cordeiro! Que não é o ovo e sim o pão sem fermento! Que não é o doce do chocolate e sim as ervas amargosas. Que foi o sacrifício e a morte de Jesus Cristo na cruz para dar vida eterna! Que Deus abençoe a cada família! Que Ele esteja presente na verdadeira adoração em Espírito e em verdade! Que a verdadeira Páscoa seja celebrada todos os dias em sua família! Amém!

 

(1) Conferir o capítulo do livro de Êxodo 12.

(2) A páscoa foi a primeira festa do calendário judaico. Acontecia no mês de Abibe ou Nisã (Dt 16:1). Era celebrada todo ano, no dia catorze do primeiro mês, ao entardecer (Lv 23:5). Foi instituída pelo próprio Senhor. (Ex 12:1-14).  A cada ano, ao comemorarem a páscoa, as famílias de Israel celebravam ao Senhor pela libertação do cativeiro egípcio. O Doutrinal Nossa crença ponto a ponto – São Paulo: GEVC, 2012 pág. 272.

Por: Pr Sandro Soares – pastor nas igrejas de Cascavel e Toledo

Nenhum comentário

Comentários estão desativados