Namoro, o vestibular para o casamento

Quando um casal começa a namorar tudo é lindo e “perfeito”. A novidade é empolgante, os sonhos são muitos… Tudo é tão lindo que até parece conto de fadas da Disney, porém, depois da fase da paixão, vem a “verdade”: os defeitos que, até então, eram imperceptíveis ou quando perceptíveis eram considerados “fofos”, se tornam insuportáveis… Nessa fase ocorre o “choque de realidade” e, se o sentimento for forte o suficiente e verdadeiro, o namoro continua. E é disso que falaremos…

O namoro é como um vestibular. Na fase do vestibular, os participantes se dedicam ao máximo e dão o seu melhor. Para prestar o vestibular é necessário saber o que quer: não tem como estudar para Letras e passar em Medicina, por exemplo. O mesmo ocorre antes do casamento.

O casamento é a graduação. Se você conseguir passar no vestibular, você cursará a faculdade. Porém, há casos que a pessoa negligencia a preparação, faz o vestibular de qualquer jeito e ainda passa. Sim! Isso é possível, mas, passar no vestibular não garante que você concluirá e gostará da sua graduação. Ainda, há também aqueles que pensam ter certeza do que querem: fazem vários vestibulares, iniciam faculdades diferentes e não terminam uma sequer.

Bem, o casamento é algo muito sério e foi instituído por Deus. Embora façamos essa analogia, para o casamento a decisão deve ser apenas uma e definitiva!

O namoro é a fase em que ambos devem se conhecer: conversar sobre seus planos pessoais, seus valores, sobre seus sonhos… É a fase na qual o diálogo deve iniciar (caso contrário, o casamento já está destinado ao fracasso mesmo antes da certidão de casamento). O casamento começa no namoro, já ouviram isso? Pois então…

Além disso, o casal se torna uma só carne quando casa (Gn 2:24), ou seja, casamento precisa de pessoas maduras e conscientes e, também, Deus precisa ser o elo desse casal, o famoso cordão de três dobras, que não se quebra facilmente (Ec 4:12). Depois que casa, não tem como olhar para trás (e nem para os lados, certo?!).

Aproveite o tempo do vestibular, que é o namoro: estudem, conversem, batalhem juntos pelos seus sonhos. O casamento é a graduação que nunca se acaba: a cada semestre a batalha é diferente, serão muitas as fases e, juntos, vocês não podem desistir. O maior diploma que vocês podem ter é a salvação. Embora ela seja individual, seu casamento precisa ter esse propósito: ambos juntos, amando e respeitando um ao outro, e ajudando um ao outro na corrida para a salvação. (Hb 12:1-2). E lembrem-se, é melhor serem dois do que um (Ec 4:9)!

Thaís Rodrigues S. de Souza, formada em Letras, casada com Vinicius M. de Souza, congregam na Igreja Adventista da Promessa em Guaianazes