Florescendo em meio às pragas

Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem. Hebreus 12.1-3

O Senhor olha para nós como um lindo jardim; e cada uma de nós como uma linda flor, especial, única, valorosa, alguém realmente importante a ponto dele dedicar Seu tempo precioso para cuidar e para amar.

Talvez hoje você possa olhar para dentro de você e se ver murcha, tortinha, pétalas caindo, já não com tanta vida como antes, sentindo-se sem valor, sozinha no meio do jardim do Senhor, mas Deus pode adubar o solo do nosso coração, regar com Suas águas e trazer vida, cor e perfume: o bom perfume de Cristo (2Co 2-15)

Das muitas lindas flores que a natureza tem, quero usar o girassol como exemplo, alguém sabe me dizer as características de um girassol?

– Possui raiz profunda

– Sempre gira para onde o Sol está (por isso o nome)

– Morre se ficar no escuro ou sem água

– As pragas, fungos e lagartas podem até atacá-lo, mas quando bem cuidado, continua florescendo.

Não é maravilhoso o que podemos aprender com essa flor?

Também estamos plantadas em um jardim, seja em casa, no trabalho, na igreja, na escola, vivemos em um grupo de pessoas e nesse jardim podemos enfrentar vários fungos, pragas, lagartas que tentam roubar nossas forças (problemas no casamento, no trabalho, na saúde, filhos, igreja), mas quando nossas raízes estão profundas na palavra do Senhor, em uma vida de oração, nós conseguimos extrair substratos e permanecer de pé. 

Detalhe: Girassol sem raízes profundas, sem água e sem luz: morte na certa.

Nós: sem vida de oração, leitura da palavra gera morte espiritual e morte emocional e é onde aparece o desânimo, a tristeza, é quando começamos a olhar para os erros das pessoas, e por ai vai. Como o girassol, precisamos ter raízes profundas. A característica mais marcante é o seu girar para onde o Sol está. Quem é o nosso sol? É o Senhor, Ele á a luz do mundo, a brilhante estrela da manhã; a beleza do girassol também está atrelada ao fato dele não olhar para baixo ou para os lados, mas para cima, o Sol é quem o guia.

Que lição preciosa! Nossa força, nossa alegria, nossa esperança é o Senhor! Ele é o Sol da justiça, Ele é quem nos guia, é para Ele que devemos fixar nossos olhos, para o autor e consumador da nossa fé.

Deus usa o girassol para nos ensinar que é na luz que encontramos vida, é em Deus que encontramos vida!

E uma última e não menos importante observação: hoje vendem-se girassóis solitários, mas em sua maioria, vemos plantações de girassóis, ou pelos menos mais de um, o que faz toda a diferença! A beleza é ainda maior, juntos eles são mais bonitos e mais fortes.

Nós estamos aqui hoje como um jardim de girassóis! E se até hoje você estava olhando para baixo, triste, já sem vida, juntas, nós vamos buscar ao Senhor e Ele fará novas todas as coisas!

O último versículo que lemos diz: “Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem”.

O que Jesus fez por nós é o suficiente para não desanimarmos da carreira que nos foi proposta pelo Senhor! É tempo de nos unirmos e juntas olharmos para o Senhor e deixarmos a Sua luz brilhar em nós!

Por Danúbia Guarnieri

Fonte: Sou da Promessa