Dia de Ações de Graças

Na escuridão, no sem forma e vazio, a voz do Criador se fez ouvir: “Haja luz! E houve luz”.

Houve um firmamento, separação entre águas e águas. Vapores da atmosfera, ventos, brisas, o sopro de Deus. Ervas, flores, relvas verdes e árvores frutíferas, tudo com fartura sem escassez; sombra e água fresca. Um lindo jardim! O sistema solar para equilibrar a vida. O sol que ilumina e aquece, tornando a vida possível. A lua, satélite da terra, que aclara as noites. Estrelas, todo corpo que reluz. Animais grandes e pequenos. Tudo que Ele fez era bom.

Deus criou o ser humano. À sua imagem e semelhança o criou para poder ter com Ele união, relacionamento íntimo, comunhão. O homem então contempla a criação e canta um hino de gratidão a Deus pela terra tão rica de alimento, tão cheia de beleza; pelo dom da vida que continua embalada pelo amor do criador; pelas misericórdias de Deus que se renovam cada manhã e não têm fim; pela bênção da salvação.

Como é bom dar graças ao Senhor e cantar louvores ao seu nome.

Como é bom ser agradecido a Deus e anunciar aos outros, cedo de manhã, a respeito do seu amor cuidadoso.

Porque o Senhor é bom! O seu amor e a sua fidelidade para conosco nunca acabará.

Obrigada Senhor!

Dsa. Suely Corrêa Rocha de Oliveira – Depart. Intelectual Fesofap

-Louvor: Tu és Fiel