Dia da Compreensão Mundial

Ao abrirmos as mídias sociais e páginas da internet vemos uma avalanche de discussões acaloradas sobre política, ideologias, costumes, aceitação, racismo, liberdade, futebol…e claro, como esperado, todos acreditam ter razão e defendem suas posições até o fim, mesmo que isso signifique ofender e desrespeitar o outro. Pode parecer exagero, mas se agora mesmo, você fizer o teste e incluir em seu feed alguma declaração polêmica, seja na área da religião, futebol, ideologia e principalmente política, nos próximos segundos a discussão estará tão quente que algumas amizades estarão desfeitas, alguns conhecidos te taxarão de preconceituosa e extremista, surgirão também alguns haters prontos para te ofender. Que fase!

Cada ser humano é diferente em aspectos físicos, comportamentais, de valores e ideias, e isso é divino! A divergência faz parte da individualidade de cada um e é um direito de todos, porém, para que essas diferenças não se tornem motivos constantes de desavenças, é fundamental que seja criada uma cultura primeiramente de respeito, seja em casa, nas igrejas, na sociedade. Nisso vemos a compreensão como fator fundamental para convivermos bem, sempre pensando no bem do próximo.

A compreensão trata justamente de saber lidar com as diferenças de cor, credo, posição social, time de futebol ou partido político, respeitando e procurando entender os sentimentos e ideias do próximo, enxergar o outro como um ser dotado de experiências e realidade diferentes da minha. Compreender o outro não é sinônimo de nos anularmos, pelo contrário, significa cumprir a ordem deixada por Cristo lá em João 13:34  “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros.”

Em 17 de Setembro é celebrado o Dia da Compreensão Mundial. A grande questão proposta no Dia da Compreensão Mundial nos remete aos ensinos deixados na Palavra de Deus sobre mutualidade. Seu significado origina-se da expressão bíblica: UNS PARA COM OS OUTROS. Através do exercício da reciprocidade, descreve o dever que cada crente tem para com o outro. A Bíblia traz vários mandamentos relacionados à mutualidade cristã, além do amor:

Acolhimento: “Portanto, acolhei-vos uns aos outros, como também Cristo nos acolheu para a glória de Deus.”    Romanos 15:7

Cuidado: “Para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros.”    1 Coríntios 12:25

Suporte e perdão: Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós.”   Colossenses 3:13

Imagine o quanto nossa sociedade poderia ser diferente e melhor se aplicássemos esses conceitos?

Por: Tatiane de Carvalho Andrade Vitorino, congrega na Igreja Adventista da Promessa de Vila Nhocuné, secretária executiva Bilíngue, esposa de Pedro Vitorino da Silva Jr.