Aprendendo com Débora: A juíza

Receba seu passaporte de entrada para uma grande viagem na história.

Quais os papeis de uma mulher? Até onde podemos chegar? Quais os talentos que Deus nos deu? Por quais atributos desejamos ser lembradas? Através de uma viagem no tempo e na história, vamos meditar por algumas semanas sobre a vida de uma mulher registrada no livro de Juízes e aprender algumas coisas preciosas com Débora!

Fica o convite para juntas compartilharmos das riquezas de Deus. Chame suas amigas, conversem sobre os assuntos explanados, e deixem o Espírito Santo lhes conduzir nesse passeio!

 

Débora, Juíza – Jz. 4:5

Débora, a única mulher juíza entre os juízes de Israel. As mulheres normalmente eram relegadas a plano inferior ao dos homens na estrutura tribal de Israel. A qualidade carismática de Débora era conhecida, razão essa que levou o povo e Baraque a procurá-la.

Débora foi chamada por Deus para uma missão muito especial em Israel: julgar as causas do povo. Até ali apenas alguns homens tinham recebido tamanha responsabilidade. O Senhor chamou e capacitou Debora com grande sabedoria e habilidade para discernimento quanto aos fatos, razão pela qual julgou com retidão.

Ao atender o chamado de Deus, Débora agiu com ousadia e determinação, se colocando à disposição de todas as pessoas daquela nação. “Ela atendia debaixo da palmeira de Débora, entre Ramá e Betel, na região montanhosa de Efraim; e os filhos de Israel subiam a ela a juízo”. Certamente orientada pelo Senhor, de forma muito organizada e planejada, recebia os filhos de Israel para as audiências públicas “ao ar livre, facilitando o acesso de qualquer pessoa que desejasse receber seus conselhos” (Jz. 4:5; cf II Sam. 20:18).

É maravilhoso perceber que os trabalhos realizados por Débora foram tão marcantes que os seus resultados estão registrados no livro aos Hebreus, na seção “galeria dos heróis da fé” (Hb. 11:32).

Com Débora aprendemos que o trabalho em equipe produz mais resultados. ela sabia compartilhar responsabilidades, valorizava aqueles que com ela trabalhavam. Por isso tinha o apoio e o respeito das pessoas. Observe, também, que Baraque se dispôs a pelejar por Israel caso Débora estivesse ao seu lado (Jz. 4:8).

Débora serviu a nação de Israel, como Juíza, doando sua vida e tempo à causa do Senhor.

O Senhor tem chamado para cada um de seus servos, a despeito da área de atuação, condição social ou econômica. Deus tem planos para todos aqueles que entenderam sua Palavra! A vida dos seguidores de Jesus tem sentido, quando estes atendem o seu chamado. Que você possa fazer de sua profissão uma missão que glorifique e exalte o nome do Senhor e seja agradável aos seus olhos. Sejam mulheres em missão, mulheres em ação para a glória de Deus. “Quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus” (1Co 10:31).

Reflexão:

Temos sido companheiras daqueles que estão ao nosso lado? Temos nos ajudado uns aos outros? Nossa vida profissional glorifica a Deus?

Por: Flávia Fresque

Nenhum comentário

Comentários estão desativados