Você tem um lar feliz?

Antes de responder a esta pergunta, vamos refletir sobre o que se considera um lar feliz. Para alguns, é um lar sem brigas; para outros, uma casa limpa, ou a fartura de alimentos e dinheiro, e uns consideram o lugar onde exista a presença de Deus.

Seja lá qual for a sua resposta, quero lembrá-la que a Bíblia pede que sejamos boas donas de casa (Tito 2: 4-5). Além da presença de Deus e da obediência aos Seus mandamentos, para que se tenha um lar feliz, também é preciso dedicação de tempo e cuidado, sem que, no entanto, necessariamente tenhamos que ter um lar sempre impecável. Calma, muita calma!

Você precisa cuidar da sua casa, do seu marido e de seus filhos. Deve cuidar de você mesma, deve manter um “clima” agradável, pacífico, de obediência à palavra de Deus. Deve fazer isso, ainda que trabalhe fora. Como seria se perguntássemos para sua família o que pensam sobre você? O que responderiam? Vou arriscar algumas respostas:

 “__Minha esposa é uma excelente dona de casa, está constantemente limpando, passando, cozinhando e arrumando – só lamento que esteja sempre cansada e indisposta, mas a amo assim mesmo.”

 “__Minha tia é maluca – ela nunca vem nos visitar porque sempre tem alguma coisa para arrumar em casa”.

 “__Esta irmã é muito prestativa, o único problema é que ela não nos permite fazer um grupo familiar e nem ao menos um culto em seu lar – ela teme que o sofá branco seja danificado”.

 “__Minha casa está sempre limpa e cheirosa, mas não podemos brincar nunca, porque minha mãe não permite – temos que manter a casa arrumada.”

 “__Minha mãe trabalha fora, está sempre muito ocupada, mas ainda assim, o tempo que tem em casa, ocupa em arrumar o que ficou desarrumado”.

 Já sei – você não é assim! Graças a Deus por sua vida!

Cada uma de nós vive uma situação diferente, mas vale refletirmos sobre como estamos conduzindo nosso lar.

Precisamos sim, cumprir com nossas obrigações e, acima de tudo, temos que priorizar Deus em nossa vida. Em seguida, temos que cuidar da nossa família – das pessoas. Só depois cuidamos da casa, do trabalho, da igreja e das demais coisas.

Sendo assim, sempre que seu marido a chamar para fazer um passeio, pare de lavar a roupa e vá com ele. Quando seu filho pedir atenção para fazer a tarefa da escola, pare de varrer e o ajude. Quando sua filha quiser conversar sobre um problema que teve com uma amiguinha na escola, fale com ela e deixe a casa para depois. Permita que seus filhos brinquem, mesmo que desarrumem tudo – discipline-os para organizar tudo depois. Faça do seu lar um lugar feliz e agradável, para você e para sua família.

Genilda Murta é enfermeira, jornalista e congrega na Igreja em São Caetano do Sul SP