Memorial

Quando Josué substituiu Moisés na condução do povo de Israel à Terra Prometida, teve como um de seus primeiros desafios a travessia do rio Jordão.

Era um rio normalmente estreito e calmo, porém, naquela estação do ano – o tempo da colheita – estava cheio; sua largura aumentava bastante. Quando os sacerdotes, que iam à frente do povo levando a arca da aliança, puseram os pés dentro da água, ela parou de correr, ficando amontoada na parte de cima do rio e, na parte de baixo, o rio secou completamente. Então, o povo atravessou.

Um representante de cada tribo israelita levou uma pedra do meio do rio Jordão, do lugar onde os sacerdotes ficaram parados até que todo o povo atravessasse. Ali, Josué fez um monumento com as doze pedras para que servisse de memorial ao povo e às gerações futuras que saberiam que Deus secou o Jordão para Seu povo passar, e, assim, os povos da terra conheceriam o poder do Senhor Deus de Israel e seu povo o respeitaria para sempre (Josué capítulos1 a 4).

Estou lhe convidando a fazer um memorial das bênçãos que você recebe de Deus, diariamente. No começo será difícil, pois muitas bênçãos, livramentos, passam despercebidos; às vezes, até chamamos de ‘sorte’, mas, se ficarmos um pouco atentos, perceberemos quantas maravilhas Deus tem feito por nós e por aqueles que nos rodeiam.

Quanto mais gratos formos, mais ricos seremos em bênçãos, pois só a gratidão pode abrir nossos olhos para percebermos as chuvas de bênçãos que caem sobre nós dia a dia. Então, aceita o desafio?

Dsa. Maisa das Neves Gomes – Secretária Fesofap – IAP Juquiá SP